/>
4 Em Informações básicas sobre o Peru/ Peru

Peru mês a mês: guia detalhado de tudo que acontece no país.

Peru mes a mes

A primeira coisa que vem na cabeça de alguém que planeja uma viagem ao Peru é se está vindo em uma boa época. Se preocupam com o frio da serra peruana, com as chuvas de Cusco, com as ondas no norte e os feriados. Pensando nisso, fiz um recorrido no Peru mês a mês (lá vem textão!!) para facilitar o início do seu planejamento.
Uma vez com o calendário na mão, você pode explorar nossos posts buscando por datas e festividades específicas. Já falamos de tudo por aqui. 😉

Janeiro

Verão no Peru.

Por do sol em Lima, no Peru, visto do malecón.

Lima fica mais tranquila e vazia. Nos fins de semana, congestionamentos na Panamericana Sul (rumo às praias de Asia) são comuns e a cidade fica bem bem tranquila e com uma noitada não tão animada. Boates fecham. Restaurantes, festas, pessoas se mudam pro litoral sul. Época de grandes liquidações em todo o comércio. Ah! E dos mais lindos por do sol no Pacifico que vocês vão ver.
Paracas, mais afastada de Lima e com a melhor rede hoteleira para quem vai a Nazca, vive nesta época sua alta temporada, com preços exorbitantes muitas vezes. Tente alugar um apartamento ou reservar com antecedência ou, ainda, optar por se hospedar em Nazca mesmo.
Norte do Peru com muito sol, mas também muita chuva. Máncora e vilarejos próximos lotam de turistas. Muita festa, muita praia legal e estrangeiros em busca de ondas se misturam com os turistas do próprio país.
Cusco e Machu Picchu vivem sua baixa temporada. Período grande de chuvas e incerto para conhecer Machu Picchu. Normalmente as chuvas na região atrasam e cancelam voos, porém não impedem de chegar a Cusco e a cidade tem vida e turismo próprios que garantem diversão. As chuvas, se não intensas, não impedem de visitar o santuário, porém é comum deslizamentos de terra, estradas bloqueadas e o Parque Machu Picchu serem fechados nesta época. Se seu grande sonho é fazer trilha inka e vem para o Peru SOMENTE por Machu Picchu, melhor considerar outra época.
É época de muita chuva na Serra e Selva peruana, o que gera uma inconstância nos vôos e nos passeios. Melhor evitar.

Fevereiro

Carnaval no Peru.

Carnaval em Cusco

Quem tem espirito de carnavalesco, entra na brincadeira da água.
Foto: Carlos Galindo (CC BY-SA 2.0)

Segue verão no país e o esquema de janeiro continua.
Lima começa a ficar mais movimentada e as noitadas durante a semana são bem divertidas. Bares cheios, festas acontecendo e cinemas lotados. A cidade começa a se preocupar com o volta às aulas. Dia 14 de fevereiro é o Valentine’s Day, que aqui não é só Dia dos Namorados e sim Dia del Amor y de la Amistad. Significa que a cidade vira do avesso. Bares e restaurantes lotados (hotéis também já que aqui não existe motel). Se estiver pela cidade e, queira sair, melhor reservar com antecedência e prefira opções próximas de onde está, pois o transito praticamente para.
O carnaval em Lima, com exceção de alguns clubes de praia e alguns movimentos isolados em bairros de periferia, não existe em Lima. Tudo funciona normalmente e a data nem é assunto.
Nas cidades do interior, há carnavais bem típicos e que duram o mês inteiro. Se querem conhecer alguma festa específica é legal visitar a página da Promperu.
Em Cusco, o carnaval é bem agitada na Plaza de Armas, com muita gente entrando na brincadeira de lançar bolas de água nas pessoas.
Em Puno, acontece durante todo o mês a festa da Virgen de la Candelaria, a mais importante celebração religiosa da cidade. Danças, shows, feiras gastronômicas e procissões acontecem na cidade. Isto pode influenciar (e muito) os preços e disponibilidades hoteleiras para quem quer visitar o Lago Titicaca.

Março

Volta as aulas.

Volta as aulas em todo o país. As cidades voltando ao seu movimento normal.
Lima já não está tão quente, mas segue com céu azul. Em Cusco e Machu Picchu, as coisas vão se normalizando e já não é tão arriscado visitar o Santuário.
No comércio, mudança de temporada faz os preços subirem. Uma das piores épocas do ano para comprar em Lima.

Abril

Semana Santa.

Hotel Paracas, Peru

A piscina ao entardecer. Pra que mais, né?

Vida segue normal. Em todo pais, é feriado de Semana Santa, com diferença que aqui no Peru o feriado é desde a quinta feira.
Aqui em Lima, mesmo no feriado, o comercio e restaurantes costumam funcionar normalmente, mas se há interesse por algum específico é bom confirmar diretamente no site do mesmo.
O limenho costuma viajar nesta data, isto pode influenciar nos preços de hospedagem e passagens aéreas dentro do país.
Boa época para explorar os resorts de Paracas e litoral sul, já que a estação de verão já acabou, mas o sol continua forte.
Em Ica, porta de entrada do oásis peruano, há tapetes de flores decorando as ruas.
Em Ayacucho, terra dos famosos bordados peruanos, a Semana Santa tem uma famosa e elaborada procissão de Pascoa, no domingo. Em todos os pequenos vilarejos na serra e selva, você verá procissões, velas, orações. O povo peruano é extremamente religioso.
Segue quente em todo o país.

Maio

Break escolar.

Lima já está mais nublada e as horas de céu azul se restringem comumente de uma às três da tarde. Se abre a temporada de ida rumo a serra, onde o sol segue brilhando forte. Os limenhos começam a frequentar seus clubes de campo. A cidade costuma ter muitos concertos musicais e os eventos culturais se multiplicam.
Em maio, as escolas fazem uma mini-ferias, de uma semana, normalmente próximo ao dia das mães. O limenho aproveita para viajar com a família, isto altera um pouco dos preços de cidade como Arequipa, Cusco, Mancora e Punta Sal, mas é uma boa época para Lima.
Cusco e Machu Picchu estão entrando na época de seca, sendo uma das melhores épocas para visitar a cidade e o santuário. Em Corpus Christi , que costuma ser em maio, acontece em Cusco uma das mais bonitas procissão do país.
Ótima época para viajar pela serra e selva peruana.

Junho

Inverno no Peru.

Inti Raymi em Cusco no Peru

A celebração do Inti Raymi tem seu ápice em Saqsaywaman.
Foto: Jack-g ( CC BY-SA 2.0)

Começa a esfriar no país. Lima fica com uma temperatura amena e é muito difícil baixar de 15 graus. É uma época super movimentada em Lima, museus promovendo eventos, noitada acontecendo, cidade cheia, parques e calçadão cheios de vida.
Norte do país começa a ser super procurado por aqueles que querem praia e calor o ano todo.
Acontece, na região de Cusco, o Inti Raymi, dia 24. No dia mais longo do ano, acontece o Festival do Sol, uma reprodução turística da celebração feita pelos incas. A cidade lota.
Dia 29 é feriado nacional de São Paulo e São Pedro. Comercio e pontos turísticos abrem normalmente, mas, como muitas vezes, enforca-se o dia 30, vira um feriadão e a turma viaja mesmo. O norte e os vilarejos de serra próximos de Lima são os destinos mais procurados.

Julho

Fiestas Pátrias.

As temperaturas caem mais esse mês, tendo o fim do mês e inicio de agosto o auge do frio. Cidades como Arequipa e Puno ficam bastante frias e o passeio pelo Lago Titicaca torna-se um pouco desconfortável.
É o mês mais frio de Lima. A turma sai muito para as boates e restaurantes da cidade. Reservar previne dor de cabeça. Mês de liquidação, comércio todo entra em queima, esperando o 13o. salario, que aqui se ganha no meio do ano.
De 27 a 29 são as Fiestas Pátrias, semana da independência do Peru e principal feriado nacional. É quando o presidente do país toma posse (em ano de posse claro). Há desfiles patrióticos na rua (e alguns protestos) e o país se pinta de vermelho e branco. Bandeiras para todos os lados.
O limenho se prepara para Fiestas Pátrias como o brasileiro se prepara para o Carnaval. Todo mundo viaja, quer viajar, quer programar algo, pensando nisso já no inicio do ano. Iniciam as ferias escolares. Período de muito movimento no aeroporto, procedimentos mais lentos, cidade mais vazia de moradores e mais cheia de turistas. Viajar este período pode ser muito caro e difícil, programe-se com antecedência para conseguir melhores preços e disponibilidade.
Cusco e Machu Picchu ficam bastante frio, podendo ter geadas, mas nada que impeça o passeio pela cidade e pelo santuário. Procure estar bem agasalhado. Época de muito movimento de estrangeiros na cidade. Um dos períodos de alta estação.

Agosto

Lima Food Week.

Na segunda semana, a vida vai voltando ao normal na cidade. Férias acabam. O frio continua. As liquidações também até meados de agosto. Pouca probabilidade de ver sol (ou céu azul) na cidade. Muita gente aproveita o feriado de Santa Rosa de Lima, dia 30, para viajar ao norte em busca de praia. Cidades como Mâncora e Punta Sal lotam rápido.
Em agosto acontece, na capital, o Lima Food Week, semana em que você pode almoçar e jantar a preços fixos nos melhores restaurantes da cidade. Um bom motivo para vir à cidade.

Setembro

Mistura.

Entrada do Mistura 2014

O sol reaparece na cidade, ainda que tímido. Tudo aquece e Lima se prepara para a feira gastronômica Mistura, a maior da América Latina. Os 10 dias de feira movimentam não só a Costa Verde, como os restaurantes e o clima da cidade, já que recebe muitos visitantes atraídos pelo Mistura.
Cusco volta a esquentar e Puno já está mais quente. Ótima época.

Outubro

El Señor de los Milagros.

Praça de armas de Arequipa

O festejo religioso mais importante de Lima muda um pouco a cara da cidade. Imagens do Senhor dos Milagres estampa comércios, é comum ver mulheres vestidas de roxo durante todo o mês e cada bairro faz sua procissão. A programação costuma sair no jornal e é bom ficar alerta se vem turistar pela cidade, pois é grande a chance de esbarrar em alguma. Dia 27, dia oficial, fecha-se muitas ruas, o centro de Lima fica lotado por uma multidão de fieis. LOTADO. Se quiser conhecer a festa, nada mais lindo. Se não gosta de multidão, programe-se para ficar por Miraflores e San Isidro. Nada que um pouco de planejamento não resolva. A cidade toda não para nenhum dia e a vida segue normal.
Ah! Ferias escolares por uma semana na primeira quinzena de outubro. Isto pode explicar alguns vôos e hotelaria mais caros no país.
Dia 31 se comemora Halloween pela cidade. Centenas de festas por toda a cidade movimentam a noitada adulta. Se estiver por aqui, entre na brincadeira.
Ótimo mês para Puno/Titicaca e Arequipa.
Os cusqueños dizem que outubro é seu “verão secreto”. É, na minha opinião, a melhor época para ir a Cusco e Machu Picchu. A cidade não está lotada. Consegue aproveitar tudo com tranquilidade e sem estresse. O sol brilha todo o dia e a noite não chega a fazer frio. É quente, sem ser insuportável. Machu Picchu e os outros parques arqueológicos estão ótimos para transitar. Bons preços.

Novembro

Inicio da temporada de chuvas.

É um mês sem nada especial. Há logo dia 1 feriado nacional do Dia de Todos os Santos, mas depois o mês segue normal. Sem nenhuma grande festa ou acontecimento.
Ultimas chances menos arriscadas de encarar a região serrada do país.

Dezembro

Natal.

Em Lima, Dezembro traz a expectativa do verão. Já está mais quente, dias mais ensolarados, mas com muito céu fechado ainda. Ainda não tem o clima de verão e farra que a época tem no Brasil. Por todos os lados festas corporativas. Nas igrejas, há concertos natalinos. A decoração de Natal se espalha pela cidade e, principalmente, pelos shoppings que tem uma programação intensa para as crianças. Liquidação de verão deixa tudo a preços ótimos! Dia 8 é feriado em Lima, mas o povo aproveita para organizar a vida.
A serra e a selva peruana se preparam para o aumento de chuvas na região. Ainda dá pra ir para Machu Picchu (mesmo sendo arriscado).

Taí, tudo mastigado pra vocês. Guardem, compartilhem, divulguem. 😉

Talvez você também goste

4 Comentário

  • Reply
    Claudivan
    22/11/2017 at 14:58

    Ola as boaste de festas eletronica, casas de show.. barzinhos no mes de abril tem algumas opoções do tipo gostaria de saber, obg.

  • Reply
    Valdir
    22/02/2017 at 19:14

    Tenho ido a Lima já à 3 anos e a feira Mistura acontece em 10 dias, não a 3 semanas como informado.

    • Reply
      Manu Tessinari
      06/03/2017 at 17:02

      Oi Valdir! Obrigada pelo toque!!! Eu vou a tanto tempo na feira que nem me toquei que escrevi 3 semanas, porque antes era assim, era super longa, quase o mes todo! Vou mudar lá no texto.

      abraços,
      Manu

    Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!