/>
0 Em Cultura/ Gastronomia/ Lima/ Peru

Sobre o Mistura 2017

Como vocês já sabem nós, do Cup, somos super fãs da feira gastronômica Mistura, tanto que, desde que chegamos aqui, não perdemos o evento um ano sequer. Teve Cup marcando presença no Mistura em 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e, esse ano, não poderia ser diferente!
O Mistura 2017 começa na próxima semana, de 26 de outubro a 05 de novembro e esse ano a feira, que celebra 10 anos de existência, está repleta de mudanças.

Mistura 2014, na costa verde de Magdalena

Após quatro anos montando uma estrutura gigantesca e custosa na Costa Verde de Magdalena, a Apega, organizadora do evento, decidiu que o Mistura deveria ter seu próprio local. As obras, contudo, atrasaram e a organização foi buscar outras alternativas para o evento deste ano.
Alguns meses e uma mudança de data depois, as informações definitivas do evento foram divulgadas – sim, inicialmente o Mistura estava agendado para a primeira quinzena de setembro (mês em que normalmente ocorre) em Callao. Muita gente organizou viagem e férias para estar aqui durante o evento que foi postergado, causando uma onda de manifestações e uma saia justa pela qual a organização teve que passar.

A Apega justificou a mudança de data devido à mudança de local, que por sua vez, foi atribuída as denúncias de corrupção feitas ao governador de Callao. Independente do motivo, ficou definido que o Mistura 2017 será sediado no Club Revólver, em Rimac, um distrito tradicionalmente miscigenado, que está na lista da Unesco de Patrimônios Culturais da Humanidade e que representa, muito bem, os costumes do povo peruano.

Paseo de Aguas, Rímac. (Foto: Apega)

Rimac, um distrito cheio de tradição

Rimac é um bairro (ou distrito, como dizem aqui) antigo onde foi, um dia, o maior ´subúrbio´ de Lima. Ali, casarões, igrejas, praças, conventos, ruas e balcões coloniais, berço de uma cultura riquíssima de música e comida criollas no Peru, dividem espaço com uma infinidade de pessoas, um transito maluco e todas as questões atuais de uma grande cidade, como a desigualdade e a violência.

Ao abrir as portas para o Mistura, o governo de Rímac foi muito inteligente pois soube colocar sua imagem ao lado de um evento positivo e que traz os olhos do mundo para cá. A Apega, por sua vez, também está empenhada em fazer de Rímac um local atrativo e acolhedor e, para isso, está usando uma estratégia publicitaria maravilhosa, ligando o bairro às lembranças gastronômicas que temos em nossas vidas. A presença de locais históricos no bairro facilita a abordagem de que cultura e história também acontecem por meio da culinária, e isso é um prato cheio para atrair quem ainda não frequenta Rimac mas já é sócio do Mistura. A hashtag #ConSaborABarrio está sendo usada para divulgar todos os aspectos do evento e, parece, que tem tido bons resultados.

Jirón Trujillo, Rímac.
(Foto: Apega)

Novidades do Mistura 2017

Além de um novo local, esse ano o Mistura trará novidades como as Barras Cevicheras. Imagine um bar, onde você pega a bebida no balcão, mas ao invés de bebida você pede um ceviche. Restaurantes como o Barra Chalaca e o Barra Lima, que funcionam com esse princípio, têm feito bastante sucesso na cidade, e o Mistura quer proporcionar essa experiência à todos.

Cozinhar o que é de época, valorizando a produção local, além da nossa saúde, também é um dos temas explorados neste ano. Tanto que a chef indonésia, Vania Wibisono, conhecida por ser militante da culinária saudável, será a representante da Indonésia, país convidado deste ano.

O mundo cervejeiro, paixão de muita gente, não estará presente nesta edição. Em compensação, o pavilhão do Pisco promete trazer os melhores e mais premiados representantes desta bebida que é um dos cartões de visita nacionais. O café e o chocolate peruanos também têm seus lugares garantidos nesta edição.

Mas de todas as novidades, a minha favorita foi o espaço cedido as Picanteras de Catacaos. Elas são um grupo de mulheres cozinheiras do norte de Piura, região que sofreu com as chuvas, inundações e desabamentos no último verão, e que chegam ao Mistura buscando uma injeção de ânimo em seus negócios. Esse é um stand que, sem sombras de dúvidas, receberá minha visita, meu dinheiro e, se elas tiverem tempo, meus ouvidos e abraços.

Mistura 2017. (Foto: Apega)

Nossas impressões pessoais

Se tem uma premissa que nós, aqui do Cup, temos diante de vocês, nossos leitores, é sermos sinceras a respeito do que pensamos. A gente nunca fala aqui nada que não acreditamos ou não conhecemos. E a verdade é que, este ano, não estamos seguras de que o Mistura será tão legal como em anos anteriores.

Essa história da mudança de local já foi estranha, pois a infra estrutura da Costa Verde era, até então, a única capaz de comportar a dimensão que o Mistura tomou.
A organização diz que o Mistura irá acontecer (sic.) “não apenas no club Revólver mas em todo distrito, onde alguns casarões e edifícios da região abrigarão o restante das atividades. (…)Quem visite a feira terá a oportunidade de admirar os principais atrativos deste distrito que formam parte substancial do centro histórico de Lima”.

Isso nos preocupa, primeiro, porque pode ser bem desorganizado. Comprar os tickets, ir de um lado a outro, entrar e sair do local onde estará hospedado o evento… Enfim, coisas que só saberemos como realmente irá funcionar quando estivermos lá.
Segundo, porque Rimac, de acordo com os limenhos, é uma região perigosa. Confesso que, a meu ver, eles são bastante exagerados nesta questão de violência aqui. A gente, aí no Brasil, infelizmente está acostumado a uma situação muito pior e não vivemos tão apavorados (isso, eu sei, é uma tristeza). O que quero dizer é: Não posso relatar o quanto o bairro é barra pesada pois fui poucas vezes, contudo, há um número grande de pessoas nas redes sociais dizendo que não comparecerão ao evento justamente por estar sediado em Rimac.

Fonte da Alameda de lo Descalzos, Rimac.
(Foto: Apega)

A organização reitera que a segurança e o acesso ao local – esse é outro ponto negativo, o transito na região é de cho-rar –, estão garantidos mas, muita gente, está desacreditada. Nosso conselho, para quem for, é: tome um táxi seguro tanto para ir quanto para voltar e, dentro do evento, tenha cuidado redobrado com seus pertences durante todo o tempo.

Por outro lado, existe um número grande de pessoas que vivem nos bairros vizinhos que estão empolgadas em ter o Mistura acessível ali do ladinho de suas casas, fato que promete um publico novo, entusiasmado e diferente das últimas edições.
Enfim, não sabemos o que realmente esperar do Mistura 2017 e pensamos que deveríamos ser sinceras a respeito disso com vocês. Nós estaremos lá de qualquer maneira e esperamos, realmente, sermos surpreendidas positivamente por esse evento que já tem lugar cativo em nossos corações e aqui no Cup. S2

 

INFORMAÇÕES

Quando: 26 de outubro a 05 de novembro de 2017
Local: Club Revólver – 15093 Cercado de Lima
Ingressos: Teleticket Wong e Metro / Bilheteria no local
Site oficial: www.mistura.pe

Talvez você também goste

Sem Comentários

Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!