/>
14 Em Informações básicas sobre o Peru/ Peru

Como cuidar da saúde no Peru

Placa de altura em Cerro de Pasco

Eu encarando uma altura de 4700 metros acima do nível do mar. Rolou remédio e oxigênio!

Sumi por três semanas porque não andei bem de saúde. Queria muito escrever, mas me sentia muito fraca e a médica me pediu repouso. Bom, antes de voltar a ativa com mil posts que estou devendo, resolvi fazer um post de utilidade pública sobre doença. 🙂

A gente nunca espera que passe alguma coisa quando estamos viajando e eu nunca deixo de viajar com um seguro viagem, por mais simples que seja, para cobrir alguma emergência mais séria. De qualquer forma, é muito comum as pessoas sofrerem algum mau estar em suas viagens ao Peru, seja por causa da altura de Cusco, por causa da febre amarela da Floresta Amazônica ou mesmo forte infecção intestinal.  Vamos então às receitas:

Para o mal da altura (chamado aqui de soroche): Tem vários comprimidos para o mal da altura, é só você entrar em uma farmácia e pedir “medicamento contra soroche”. O mais indicado é o Acetozolamida e o mais comum de encontrar é o Soroche Pills. Você deve tomar na noite anterior a viagem e no dia da viagem, ao acordar. Os vôos para Cusco (ou qualquer lugar alto) são pela manhã, chegando na cidade, mesmo que você não esteja sentindo nada, deite e tente dormir o resto da manhã, pelo menos durante uma ou duas horas. Este descanso é fundamental para se manter bem o resto da viagem. Muita gente (inclusive meu pai e meu cunhado) se sentiram tão bem que simplesmente saíram para passear imediatamente. No fim da tarde, sentiram todo o peso da altura e ambos passaram muito mal.  Neste caso, deve-se tomar somente um analgésico simples, como paracetamol.

No mais, muito líquido e comidas leves já que a digestão é mais lenta.

O chá e as folhas de coca são distribuídas gratuitamente em todos os hotéis. Mastigar as folhas realmente dão energia e ajudam mais que o chá, mas o chá de coca é muito mais amigável ao paladar.

De qualquer forma, se você se sentir muito mal, vá a um pronto socorro na cidade para tomar um pouco de oxigênio. Informe-se no hotel.

Febre amarela: A vacina da febre amarela é a única coisa que te pode prevenir. Para quem viaja só a Lima e Cusco, a vacina não é obrigatória, mas não vá para a Selva Peruana sem a vacina. Como nossa Amazônia, a floresta aqui é foco forte da doença. Eu, sinceramente, aconselho a todo mundo tomar esta vacina.  É rápida, de graça em qualquer posto de saúde público e te dá descanso de se preocupar com isto durante 10 anos e para qualquer viagem. Lembrem-se que grávidas não podem tomar essa vacina. Se você, por algum motivo, não pode tomar a vacina, é legal você ler este post no Viaje na Viagem. 

Infecção intestinal: Muita gente que vem a Lima passa mal com vômitos e diarreias. É comum. Não sou médica e realmente não sei o motivo, mas imagino que a combinação de comida crua, com pratos típicos pesados e uma dieta muito apimentada deve  contribuir para o mal.

Naturalmente a prevenção é o melhor a fazer:

– Ceviches e frutos do mar, comam somente em restaurantes bons, que vocês sabem que são de qualidade. Evite pedir comidas muito apimentadas.

– Evite nos cardápios alimentos “con ají o rocoto”. O ají é bem tranquilo, você pode até arriscar, mas o rocoto é uma pimenta muito forte.

– Beba somente água mineral. Isto é importantíssimo. Sempre ande com sua garrafinha de água e evite bebedouros e as “águas de mesa”, como chamam aqui as águas filtradas. Existem 3 marcas populares de águas aqui: San Mateo, San Luis e Cielo. A única que é mineral é a San Mateo, as outras são filtradas. Tentem ficar com a primeira opção, apesar de, na falta, poder tomar as outras tranqüilamente também.

Já sofrendo do mal, um remédio muito indicado aqui são os comprimidos mastigáveis Bismutol. Toma-se 2 comprimidos a cada 6 horas. Esta pastilha pode ser tomada também de forma preventiva.

Com excessão destes males, será muito difícil você ter algum tipo de problema em sua viagem ao Peru, mas, se algo mais sério te acontecer, acione o seguro e/ou procure um pronto socorro. Eu indico:

Clinica Ricardo Palma – Um hospital grande e estruturado na Av. Javier Prado. Já acompanhei brasileiro com emergência cardíaca e foi operado com excelente resultado.

Clinica El Golf – Fica em San Isidro e conta também com emergência pediátrica. Excelentes médicos.

Para exames médicos, Laboratório Roe  tem diversas filiais na cidade e a mais próxima de Miraflores é na Av. Comandante Espinar. Outro laboratório de confiança é o Suiza Lab, em Miraflores.

Já farmácias, você encontra sempre dentro de grandes supermercados como Vivanda, Wong e Plaza Vea e elas também estão espalhadas por toda a cidade. No centro de Miraflores tem mais de cinco. Toda farmácia em Lima tem um farmacêutico e, como no Brasil antigamente, é fácil comprar remédio sem receita médica. Por lei, porém,  nenhuma farmácia no Peru pode aplicar injeção, mesmo com receita.

Gostaria também de deixar claro que não sou médica, não estou aqui medicando ninguém. Eu sou meio paranóica e sempre antes de qualquer viajem vou ao médico para me informar sobre tudo que posso ou não posso. Só você pode ter este cuidado, saber suas limitações.  Aqui dou dicas gerais e os medicamentos citados são comprados sem receita médica. É sempre bom trazer seus remédios mais usuais.  Para ajudar, a Lu Betenson escreveu um ótimo post sobre farmácia para viagem.

Talvez você também goste

14 Comentário

  • Reply
    Luciana
    01/10/2014 at 20:46

    Olá, eu estou programando minha viagem ao Peru em janeiro , apesar das chuvas… Mas ao ler sobre o mal estar por causa da altura , gostaria de saber se tem algum medicamento aqui no Brasil que possa já ser tomado antes da viajem , tipo no dia da viagem ? Obrigada, Luciana Ah! Vamos ficar no hotel Palacio del Inka em cusco, vc conhece? E legal? E em Lima no Belmond Miraflores Park , me falaram que é ótimo, é mesmo? Obrigada!

    • Reply
      Manu Tessinari
      02/10/2014 at 11:58

      Oi Luciana, tudo bem?

      Vamos por partes:
      1) remedio: eu citei no blog os dois remédios que podem ser tomados. Não sei se é possível encontrá-los no Brasil, mas aqui não super fáceis. Qualquer farmácia tem seja em Lima ou em Cusco. Tome quando chegar aqui.
      2) hoteis: os dois hotéis que você escolheu são maravilhosos! São hotéis de luxo e não acredito que terá nenhum problema.
      3) chuvas: sei que você quer uma posição minha, mas não tenho muito o que dizer. Infelizmente não posso prever como será o tempo na região serrana em janeiro. O que posso dizer é que Lima faz bastante calor e que é a época que mais chove na região serrana. Tiveram verões com mais chuvas e verões com menos chuvas. Já aconteceu de pessoas irem e a chuva não atrapalhar e pessoas que ficaram ilhadas em MP devido a desabamentos. É uma época que pode sim acontecer o fechamento de Machu Picchu, mas não é garantia que aconteça. Por outro lado, Cusco é considerado o melhor reveillon do país e a cidade lota (e é janeiro). Difícil prever como será o próximo janeiro. Uma coisa posso te garantir: a cidade é turística e tenta ao máximo funcionar o ano todo normal, com os passeios normais para atender os milhares de turistas que chegam na região todo o tempo. É uma época de risco, agora decidir se deve arriscar ou não, aí a decisão é sua.

      abraços,
      Manu

      • Reply
        Luciana
        04/10/2014 at 11:39

        Obrigada Manu , seus comentários foram muito úteis considerando que estamos falando de tempo e isto só mesmo com São Pedro!!!

      • Reply
        Luciana
        04/10/2014 at 11:40

        Qualquer outra dúvida chamo você novamente ,

  • Reply
    Eli
    09/09/2014 at 09:36

    Olá Isabela! Eu e meu marido estaremos viajando para Lima dia 18/09, onde vamos depois para Cusco, Machu Picchu e Puno. Mas descobri que estou gravida, por acaso você sabe se as gravidas a tomam o cha de coca, ou algum medicamento para o mal da altitude?
    Obrigada desde já

    • Reply
      Bia Kuntz
      10/09/2014 at 17:01

      Oi Eli,
      Olha, o melhor é mesmo você consultar seu médico. Só ele pode dizer o que é indicado, já que alguns medicamentos são restrito para o uso em gestantes.
      Abraço.

  • Reply
    Erika
    30/06/2014 at 16:23

    Olá Manu , Estarei indo pro Peru com meu marido e minha filha de 12 anos , gostaria de saber se essas medicações que vc informou por causa da altitude , clima , comidas diferentes do Brasil se pode estar dando pra ela tb , acredito que esse chá nem essa balinhas seria certo ( sim ou não ?).

    Abraços,
    Erika Leonardo

    • Reply
      Bia Kuntz
      07/07/2014 at 13:31

      Oi Erika,
      As informações que colocamos aqui são apenas as nossas experiências.
      Não somos médicas e não sabemos dizer se é indicado ou não tomar determinada medicação.
      O que você pode fazer é levar ao médico da sua filha o nome desses medicamentos que se vendem aqui e perguntá-lo se ela poderia tomá-los, caso necessite.
      O médico é a única pessoa que pode dizer o que é indicado a ela ou não. Mas vindo de viagem, você pode também trazer os medicamentos que ela está acostumada a tomar, indicados pelo seu médico, e caso ela sinta algo, você terá a tranquilidade de medica-la com o que já conhece.
      Um abraço,
      Bia.

  • Reply
    Lu Malheiros
    27/03/2013 at 21:23

    Manu, querida, espero que você esteja bem! Te mandei mensagem pelo facebook, você viu? Bjs

  • Reply
    Isabela Costa
    27/03/2013 at 19:28

    Oi Manu! Sim, eu tenho notas novas também, mas não são suficientes porque penso em compras. Mas conversei agora ha pouco com um amigo peruano, e com uma pessoa do hostel que vou ficar, e ambos me disseram que não há problema quanto à data, e sim ao estado de conservação das notas. Mas quanto a isso tudo bem, porque apesar de antigas estão novinhas. Mas pretendo ter um plano b sim! De qualquer forma, muito obrigada!!

  • Reply
    Isabela Costa
    27/03/2013 at 17:18

    Oi Manu! Estou indo para o Peru em Abril, e tenho lido alguns posts do seu blog que tem me ajudado bastante. Porém, tenho uma dúvida que ainda não consegui esclarecer. Li em alguns sites que no Peru não se aceitam notas antigas de dólar, você sabe se isso procede? Eu tenho dólares aqui de 1990, que meu pai tinha guardado. Estão em bom estado de conservação, sem rasgos, amassados, manchas nem nada, são apenas antigas. Também li algo sobre não aceitar notas com certas numerações. Você sabe melhores informações sobre isso? Me ajudaria muito, pois caso eu constate que não conseguirei usar essas notas, terei de comprar dólares aqui antes de ir. Obrigada!!

    • Reply
      Manu Tessinari
      27/03/2013 at 18:37

      Oi Isabela!

      Que bom que o blog tem te ajudado!! Olha, não conheço esta informação sobre o tempo da nota de dólar. Não conheci aqui quem tenha tido problemas desse tipo. Eles conferem muito as cedulas e realmente não aceitam notas em mau estado ou rasgadas. Eu aconselharia você a comprar um pouco ou ter um plano B, caso suas cédulas não sejam aceitas, mas acho que não deveria também se preocupar tanto.

      Tudo de bom!

      Manu Tessinari

    • Reply
      Dilti Lopes
      24/05/2013 at 12:40

      Oi Isabela, eu vou para o Peru em setembro/2013 e tenho lido muitos blogs sobre o assunto. Li em algum lugar (não lembro onde) que as notas de dólar da série CB foram alvo de falsificação, por isso elas sofrem rejeição até hoje. Quanto as cédulas antigas nunca ouvi falar nada, mas é bom você seguir o conselho da Manu e deixar um plano “B” na cartola.

      Manu, parabéns pelo excelente blog, sorte nossa que você voltou a escrever, estou adorando suas dicas e já anotei várias coisas.

      • Reply
        Manu Tessinari
        29/05/2013 at 09:07

        Obrigada Dilti pela ajuda e pelos elogios!

        Abraços,

        Manu Tessinari

    Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!