18 Em Crianças/ Cup of Feelings/ Outros Destinos

Blogagem Coletiva: as viagens da nossa infância.

Diz a lenda que, com 2 meses, eu já estava viajando com minha família para acampar. Acho que, com esta introdução, não preciso nem dizer o quanto meus pais amam viajar e sempre amaram. E sempre incluíram seus quatro filhos. Não tinha esta de deixar filho em casa, deixar os menores, deixar os maiores. Íamos todos juntos sempre.
No Dia das Crianças, uma querida amiga escreveu um lindo texto no Facebook, em que dizia “Não é muito meu estilo comprar essas coisas mais sofisticadas de criança… Mas, eu dou ‘memórias’ de presente pro meu filho (…) temos um álbum cheio de fotos pra ver e lembrar das aventuras, de recontar os perrengues, as surpresas, aquela comida ruim, da vez que ficou todo molhado porque se jogou na fonte.” E foi exatamente isto que meus pais fizeram comigo e com meus irmãos.

Passeando de trem até Paranaguá (1983).

Passeando de trem até Paranaguá (1983).

Campos de Jordão no inverno.

Campos de Jordão no inverno.

Itu (1980).

Itu (1980).

Claro que não lembro dos pontos turísticos ou de todos os acontecimentos da viagem, mas lembro das sensações, lembro da chuva de granizo em Campos de Jordão, quando minha mãe deixou a gente colocar o biquini e ir sentí-la. Lembro das músicas que cantávamos no carro, nas longas viagens. Lembro da posição de cada um de nós dentro do carro. Dos jogos de cartas aprendidos nas noites lindas sem tv ou videogame. Lembro das gincanas nos hotéis. De ver meus irmãos crescerem. Lembro do caldo que levei com minha mãe, descendo do escorregador de uma piscina. Aqueles momentos eram nossos, foi na estrada e nos campings (meu pai era um fanático por camping, destes que faziam parte do Camping Club do Brasil e tal…) que aprendemos a ser gente. A compartir, a respeitar, a ajudar, a se impor ou a esperar sua vez. Foi nas viagens que nós aprendemos a quebrar a distância de idade ou de gostos.

Acampando sempre.

Acampando sempre.

Em Vila Velha, no Paraná.

Em Vila Velha, no Paraná (1983).

Joinville

Joinville (1981).

Viagens com os pais e irmãos, depois para casa de tios, aí chegaram as viagens com as amigas e um pouco mais tarde com o namorado e hoje novamente em família. As companhias foram mudando, o ritmo e o estilo também, mas o sabor sempre é o mesmo. As memórias, a oportunidade de estar com quem se ama sem a influência muitas vezes estressante do dia a dia, a sensação que tudo no mundo é relativo, porque, afinal, sempre tem um jeito culturalmente diferente de ver as coisas.

Reveillon em Arraial d'Ajuda  com as amigas.

Reveillon em Arraial d’Ajuda com as amigas (1998).

Londres com os amigos (2002).

Londres com os amigos (2002).

Nova York, grávida de Olivia (2011).

Nova York, grávida de Olivia (2011).

E fui crescendo assim, tendo minha vida espalhada por lugares que vão ficar para sempre em meu coração.

Hoje, busco oferecer a Olivia um pouco da infância que tive. Quero que ela passeie, sinta diferentes sensações, encare diferentes ambientes e cresça sabendo que o mundo não é tão grande, nem tão complicado como se parece. Tudo é uma questão de como você aprende a se relacionar com ele.

Chile com Olivia este ano.

Chile com Olivia, este ano, já gravida de Julia.

Estão também na blogagem coletiva:

Felipe, o Pequeno Viajante.

As Aventuras da Ellerim Viajante

Viagens que Sonhamos

Viajando com Palavras

Os Caminhantes

Diário de Viagem

Viajando com Pimpolhos

Do RS Para o Mundo

Andreza Dica e Indica Disney

Coisas de Mãe

Na Viagem com Camila

Gosto e Pronto

Viajando em Família

Casa da Atzin

Mistura Nada Básica

Destino Mundo Afora

Talvez você também goste

18 Comentário

  • Reply
    Blogagem coletiva: As viagens da minha infância | Batendo Perna pelo mundo
    30/07/2015 at 20:41

    […] Mistura Nada Básica 16. Tatiana Dornelles – Destino Mundo Afora 17. Manu Tessinari – Cup of Things 18. Valéria Beirouth – It Babies 19. Luciana Misura – Colagem 20. Erica Piros Kovacs […]

  • Reply
    Blogagem Coletiva: Viagens na infância | COISAS DE MÃE I Patrícia Papp
    24/10/2013 at 07:19

    […] 17. Manu Tessinari – Cup of Things […]

  • Reply
    Francine Agnoletto
    18/10/2013 at 08:04

    Manu, lindo seu texto!!!
    E ter família grande deve ser bom demais!!! Coisa mais linda as fotos de vocês 4!
    Parabéns!

    • Reply
      Manu Tessinari
      02/11/2013 at 23:11

      Que bom q curtiu!!! Família grande é uma loucura deliciosa! Excesso de tudo: amor, confusão, brigas, festa… Rs

  • Reply
    Debora
    17/10/2013 at 21:04

    QUe delicia o seu post! Meu marido veio ler junto, pois ele é apaixonado por trem e viu sua primeira foto..
    Eu sou adepta da filosofia dos seus pais, também levo meus filhotes para onde vou… E prefiro gastar o que posso para dar “memórias” para eles… Amei esta frase!
    Parabéns pelo post!

    • Reply
      Manu Tessinari
      17/10/2013 at 21:26

      Oi Debora, que lindo seu comentário… Obrigada!!

      Eu também adoro trem e tem tanta viagem linda pelo mundo para se fazer de trem, né? Sem dúvida meu transporte preferido!

      Quanto a frase, também amei, a Daniela foi muito feliz com o texto dela…

      beijos

  • Reply
    Blogagem coletiva: as viagens da nossa infância! | Viajando com Pimpolhos
    17/10/2013 at 15:55

    […] cupofthings.com/2013/10/15/blogagem-coletiva-viagens-nossa-infancia […]

  • Reply
    Luciana Misura
    16/10/2013 at 11:12

    Manu, você também cresceu acampando! Também curti o que a Dani escreveu no Facebook, concordo plenamente em dar memórias de presente pros nossos filhotes 🙂 E que lindas vocês na última foto, Olivia e Julia, os nomes que eu mais gosto pra meninas (se o Eric fosse menina eu queria Olivia!).

    • Reply
      Manu Tessinari
      16/10/2013 at 17:05

      Lu, sempre que pensava no nome Julia, pensava na sua Julia, sempre tão linda…

      E sei que compartilhamos dos mesmos valores que queremos para nossos filhos. Fico muito feliz com isto!!!

      beijos

  • Reply
    Luciana Betenson
    16/10/2013 at 08:07

    Bonitinha, que delícia de texto! Tivemos infâncias e juventudes bem parecidas. E acho que procuramos passar os mesmos valores para os filhos. Meu pai era um fanático pelas viagens de carro! Viajamos por boa parte do Brasil espremidos em um carro sem ar condicionado, sem ipods, quem diria hoje rsrsrs…Com o animus viajandi do meu pai, só não conheci o Pantanal, no resto todo do Brasil demos uma pisadinha 😉 Beijos em todos aí!

    • Reply
      Manu Tessinari
      16/10/2013 at 17:01

      Lu, era isto mesmo! Não tinha nem vidro automático o que dirá ar condicionado… ahahahahhaah Eu também rodei muito, antes dos 12 anos já tinha conhecido todos os estados do RS a Pernambuco! Tempos bons…
      Agora o mais legal é ver que nossa empatia inicial tem motivo, né? Cada vez vemos mais coisas em que somos parecidas! Que bom! Pena que não puxei seu talento para fazer comida boa… 😉

      beijos

  • Reply
    Thyl Guerra
    16/10/2013 at 07:55

    Parabéns pelo post. Retrata bem o espírito de quem ama viajar e a importância desses momentos em família desde a infância. Talvez eu vá passar uns meses em Lima, então depois vou dar uma devorada no seu blog. rsrs E te perturbar um pouquinho com dúvidas. 🙂
    Bjs
    Thyl Guerra @viajandpalavras

    • Reply
      Manu Tessinari
      16/10/2013 at 15:12

      Oi Thyl,

      Obrigada pelas palavras carinhosas! E sobre Lima, pode usar e abusar, terei um enorme prazer em te ajudar!

      beijos
      Manu

  • Reply
    Blogagem coletiva: as viagens da nossa infância | Viajando com Palavras
    16/10/2013 at 07:29

    […] Básica  15 – Tatiana Dornelles – Destino Mundo Afora 16 – Manu Tessinari – Cup of Things  17 – Valéria Beirouth – It Babies 18 – Luciana Misura – Colagem […]

  • Reply
    Blogagem coletiva: Viagens da nossa infância
    15/10/2013 at 16:13

    […] Mistura Nada Básica 16. Tatiana Dornelles – Destino Mundo Afora 17. Manu Tessinari – Cup of Things 18. Valéria Beirouth – It […]

  • Reply
    Blogagem coletiva: as viagens da nossa infância! | It Babies
    15/10/2013 at 14:49

    […] – Emmanuelle Tessinari, do Blog Cup of Things […]

  • Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!