/>
6 Em Gastronomia/ Lima/ Peru

La Picanteria, um restaurante que você tem que ir.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima
La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Pa’ques piques y te rías.

Faz um bom tempo que quero escrever sobre o La Picanteria, uma delícia de restaurante que, para mim, está entre os programas imperdíveis de Lima. Localizada em uma casa de portas fechadas, no bairro de Surquillo, a picanteria não tem placas grandes nem estacionamento. É uma pequena placa ao lado da porta e a movimentação de pessoas que te avisam que você está no lugar certo. Entre casas simples e mercados populares, você começa a se sentir como os peruanos de antigamente, que, na falta de restaurante, batiam em casas particulares perguntando se podiam compartir o almoço. Assim surgiram as picanterias e, mais que comida, o povo compartia histórias, experiências, transformando o almoço em um acontecimento culinário. De casas privadas a pequenos “comedores” abertos ao público, as picanterias tornaram-se verdadeiros esconderijos da boa comida popular peruana.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Sala principal do La Picanteria.

As picanterias ainda existem, principalmente em Arequipa e ao norte, entre Piura e Chiclayo, onde surgiram, mas, há cerca de 2 anos, Hector Solís, chef norteño, inaugurou em Lima a picanteria dos seus sonhos. O amor está nos detalhes do La Picantería. A escolha do bairro popular, a casa pequena, as duas mesas grandes no salão principal, o cardápio no quadro de lousa, as bandeirolas, a Cruz del Viajante, o bar cheio de garrafas de Chicha de Jora, tudo tem seu motivo, sua histórias.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Cuanta hambre tienes? Acá se pide al peso. (Quanta fome você tem? Aqui se pede por peso)

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

O consumo diário para todo mundo ver.

As duas mesas grandes na sala principal não poderia ser diferente, já que compartir é a palavra de ordem em uma picanteria. A idéia é sentarmos todos juntos e fazer com que o bom momento seja dividido entre todos. As bandeirolas e as toalhas de plástico quadriculadas são encontradas em qualquer restaurante do norte. As referências também existem no teto de palha típico da região.

La Picanteria, restaurante em Surquillo.

O salão principal é do tamanho de uma sala, com mesas comunitárias. Compartilhar é a palavra de ordem.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

As bandeirolas, o teto de palha e as toalhas de plásticos são típicos da região norte do país.

Tudo que é oferecido no restaurante, seja comida ou bebida, está escrito em quadros. Não existe qualquer cardápio em papel. As ofertas são poucas, mas minunciosamente escolhidas. Ceviches, chupes, sudados e sopas são alguns dos pratos oferecidos pela casa e você escolhe o tamanho do peixe que você deseja. Em uma placa menor se marca o número de peixes já consumidos e seus tamanhos. Aqui não existe prato individual. Tudo é saboroso, tudo é pra todos.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Ceviche com Pisco Sour, para começar bem o almoço.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Cachema frito com yuca (mandioca), salsa criolla y ají cerezo.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Sudado de Cachema. Delicioso…

O bar oferece todos os “tragos” típicos deliciosamente preparados e tem uma infinidade de tipos de Chicha de Jora, bebida “oficial” das picanterias. A Chicha de Jora tem como base o milho (maíz) fermentado e talvez seja a bebida mais tradicional peruana, já que os incas já a tomavam. Até hoje é feita de forma artesanal.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Lousas como cardápio.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Uma estante inteira de Chicha de Jora. É só escolher.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Chilcano, Inka Cola e Pisco. O trio de ouro peruano.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Pisco Sour com canchita, um milho torrado que eles fazem para entradinha.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

Canchita no detalhe. Você encontrará em 90% dos restaurantes limeños.

Para terminar de falar dos detalhes, uma réplica de “La Cruz del Viajante” recebe os visitantes. A cruz é símbolo de posada para os viajantes que estão em trânsito, a caminho de outros lugares e é muito comum encontra-la nas cidades do interior do país. Nada mais propício para quem está de passagem por Lima e quer se sentir bem acolhido.

La Picanteria, restaurante em Surquillo, Lima

A Cruz del Viajante e o detalhe da pia do banheiro. Lindamente simples nos detalhes.

La Picanteria
Calle Santa Rosa 388 – Surquillo
(esquina com Ca. Gonzales Prada)
Tel.: 241-6676
Aberto somente para café da manhã e almoço (11h às 17h)

Talvez você também goste

6 Comentário

  • Reply
    Mais restaurantes bacanas em Lima no Peru | Rosmarino e Outros Temperos
    16/09/2014 at 07:53

    […] A Manu do Cup of Things conta mais coisas interessantes sobre o La Picantería, inclusive sobre a tradição da chicha e outras bebidas da casa, não deixe de ler aqui. […]

  • Reply
    Deize Manduca
    11/09/2014 at 12:12

    Oi Manu, estive no Peru no final de agosto e posso te dizer que amei as comidas apesar de acha-las um pouco picante a mais para o meu gosto.
    A cultura é muito rica, o povo amabilíssimo; todos os locais me encantaram.
    Desejo, se possível, que vc envie a receita daqueles pimentôes (não me lembro como se diz o nome deles no Peru) que são pequenos, muuuiito picantes e recheados com carne moida e legumes e fritos envoltos em uma massinha (deliciosos apesar de picantes). Desde já agradeço por esse blog que achei muito legal. Abraços. Deize

    • Reply
      Manu Tessinari
      11/09/2014 at 15:22

      Que bom que curtiu sua viagem por aqui! Quanto a receita, sou péssima na cozinha… ahahahahaha mas vou tentar conseguir pra você, ok? Acho que você está falando do Rocoto Relleno, não?

      abraços,
      Manu

  • Reply
    Roberto
    28/08/2014 at 09:49

    Cara Manu Tessinari:
    Assíduo leitor de seus “Hot- Post´s”, agradeço mais esta “hot- dica”, para minha viagem ao Peru(oba! Setembro tá chegando).
    Muita Paz, Luz e Sucesso para você e todos os seus.
    Roberto

    • Reply
      Manu Tessinari
      28/08/2014 at 11:04

      Oi Roberto,

      Que bom que é nosso leitor assíduo!!! Depois da viagem tem que escrever para contar o que aprovou e o que desaprovou das dicas, ok?

      abraços,
      Manu

      • Reply
        Roberto
        28/08/2014 at 17:13

        Oi Manu,
        Sim quando voltar escrevo.
        Abraços,
        Roberto

    Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!