/>
11 Em Vida em Lima

Brasileirinhos no Peru

Brasileirinhos no Peru

A Kyara Rodrigues é uma das muitas brasileiras que vive aqui em Lima. Casada com peruano, é professora de português, tendo trabalhos importantes desenvolvidos na área lingüística, no Centro de Idiomas da PUC Peru. Há quase 4 anos teve seu primeiro filho e assim começa nossa história.

Morando em Lima sem previsão de volta ao Brasil, vendo seu filho crescer enraizado na cultura peruana (que ama e respeita, é claro!), sentiu o desejo de criar uma ligação dele com a cultura e o idioma materno. Assim nasceu o Projeto Brasileirinhos no Peru.

Brasileirinhos no Peru

O verde e amarelo colorindo o Malecón.

Brasileirinhos no Peru é um projeto lindo, que tem como objetivo o ensino e a manutenção do português e da cultura brasileira para crianças expatriadas. O projeto é serio e Kyara trabalha, desde janeiro, integralmente para que ele saia do papel e torne-se realidade. Para isto, tem buscado parcerias e contatos, fazendo um trabalho incansável junto a grupos de brasileiros na cidade, entidades governamentais e projetos parecidos pelo mundo afora.

Ontem, com muito orgulho, foi realizada a primeira atividade com os brasileirinhos, em Miraflores. A primeira fase do projeto é reunir pequenos grupos nos seus bairros e fazer atividades para que as crianças se familiarizem com o programa e se sociabilizem. Em Miraflores, os encontros acontecerão todas as sextas-feiras, as 15h, no Farol do Malecón.

Após a atividade, começa uma aula de capoeira com o Mestre Ady, residente na cidade há 9 anos. A aula, mais que aprender capoeira, é uma aula de atividade motora grossa, mas com todo o jeitinho e a atenção brasileira. Ady também toca pandeiro com eles e começa a introduzir os instrumentos da luta. Atencioso e paciente, o mestre conquistou às crianças no primeiro momento! Diversão garantida para qualquer criança.

Brasileirinhos no Peru

Ady movimentando a criançada.

Brasileirinhos no Peru

Mestre Ady ensinando os primeiros passos.

Para fazer parte do grupo, curta a página Brasileirinhos no Peru e apareça na reunião do seu bairro. Todos os passos planejados são divulgados ali no grupo privado.

Para quem está turistando pela cidade, se ver uma bandeira brasileira enquanto bate perna no Malecón, chegue para dar um oi. Já sabe que somos um grupo de mães fazendo Lima ficar um pouco mais verde e amarelo.

Brasileirinhos no Peru

As mães dos Brasileirinhos no Peru.

Até a próxima sexta!

Brasileirinhos no Peru
Farol do Malecon Cisneros, em Miraflores.
Sexta-feira – 15h
Aula de capoeira com Mestre Ady – 16h (O custo mensal das aulas é s./60)
Pré-requisito: ser brasileiro

Talvez você também goste

11 Comentário

  • Reply
    Mariana
    24/08/2015 at 13:50

    Boa tarde Manu,
    Estou encantada com o blog!!! Parabéns pela iniciativa de ajudar tantos brasileiros!!
    Estou vivendo uma baita “reviravolta” na vida!! A 15 dias atrás o meu marido recebeu uma proposta de trabalho em Lima e em breve estamos de partida!!! Quando descobri o seu blog não acreditei!!! Foi a luz que eu precisava… rsrs
    Tenho 2 filhos lindos!! O Davi de 5 anos e o Luca de 4 meses… Como sempre, em qualquer situação da vida, nós mães pensamos sempre nos filhos!!! Gostaria de saber se quando se mudou para Lima logo encontrou bons pediatras… A saúde é boa? Outro tema que me aflige é escola!! Já pesquisei muito e estou inclinada a colocar o Davi na Markham… Qual a sua opinião da escola? Você conhece ou conhece alguém que tenha filhos que estudam lá? Percebo que a distância é um grande problema… =/ Penso em morar em Miraflores ou San Isidro…
    Desde já agradeço no que puder me ajudar!!

    Beijos!

    • Reply
      Manu Tessinari
      01/10/2015 at 17:21

      Oi Mariana,

      Seja bem vinda a comunidade brasileira aqui em Lima. A cidade é um pouco fechada no inicio, mas você vai ver que aos poucos você vai se apaixonar. É uma cidade muito boa pra se morar, principalmente para quem tem filho.
      Quanto a saúde não se preocupe. Há bons pediatras, bons hospitais, boas emergencias pediátricas, etc. Venha tranquila em relação a isto que você encontrará um pediatra que melhor se adapte a sua vida.
      Quanto a escola, o sistema aqui tem suas peculiaridades. Duas das principais são: 1) dificuldade de ingresso (precisa-se de 2 anos antes para matricularlos e em cima da hora muito choro) 2) a cota de ingresso cobrada são de altos valores e valido para 11 anos de estudo. Quem fica pouco tempo, perde muito dinheiro. Bom sempre é negociar para que a empresa que está te transferindo se responsabilize.
      Eu adoro o Markham. É uma escola linda! Foi a escola escolhida por mim também e, por vários motivos pessoais, mudei em cima da hora. O Markham é uma das melhores escolas para se estudar aqui em Lima. Está entre as mais tradicionais. Claro que, no boca a boca, dizem que é escola de novo rico e que é uma elite bem nogentinha, mas conheço ótimas pessoas que estão lá e que saíram de lá. A cota de ingresso é US$ 17.000, não reembolsável, nao transferível, nao dedutível da mensalidade. É um valor que vc paga só pra garantir a vaga. A mensalidade é em dólar (junto com Roosevelt e Newton, são as unicas tres escolas de Lima que o valor é em dólar). Existe o problema da distancia, um dos meus motivos para desistir, já que vivo em S. Isidro. Bom, mas tudo depende da vida que vc leva, do que você quer pros seus filhos, dos planos que vocês tem para o futuro.

      abraços,
      Manu

  • Reply
    Ricardo Cavalcante
    14/08/2015 at 10:04

    Oi Manu, como vai?
    Parabéns pelo site, esta ótimo e com muita informação para nós Brasileiros que vivemos aqui em Lima.

    Sabe se está tendo os encontros todas as semanas?

    • Reply
      Manu Tessinari
      01/10/2015 at 17:22

      Oi Ricardo!

      Infelizmente os encontros pararam no momento, mas a Kyara, idealizadora do projeto, já está pensando em uma solução. Manteremos vocês informados!

      Abs,
      Manu

  • Reply
    Stan
    18/03/2015 at 02:21

    Oi Manu, mais uma vez parabéns pelo post! Estou indo para o Peru nos próximos meses e gostaria de tirar uma dúvida com você a respeito da educação infantil no país, pode me indicar algumas escolas que eu possa visitar quando for ao Peru?

    • Reply
      Manu Tessinari
      08/06/2015 at 22:52

      Oi Stan,

      Este é um tema complexo porque há as creches para crianças até 3 anos e as escolas a partir dos 3/4 anos. Há centenas de tipos de escolas aqui, muitas internacionais e muitas tradicionais, publicas, tem de tudo. Cada uma tem sua forma de inscrição, seus pré-requisitos e seus custos (imagina que Lima tem 9,5 milhões de habitantes, é uma cidade como o Rio de Janeiro, como simplificar uma resposta?). Aqui se tem o melhor e o pior. Escolas europeias e americanas em que possibilitam aplicar direto para universidades lá fora e escolas públicas com os mesmos problemas do Brasil. Posso te adiantar que, de qualquer forma, há menos escolas que alunos e as inscrições podem começar até 2 anos antes da entrada da criança na escola. Para estrangeiros, a entrada nas escolas internacionais são mais facilitadas, mas precisa-se de planejamento e dinheiro (uma entrada em uma escola pode custar até US$ 17mil!). Eu indicaria você a pesquisar na internet (escuelas en Lima).

      Abraços,
      Manu

  • Reply
    Priscila
    11/03/2015 at 19:00

    Showww… amei a ideia. Atualmente vivo no norte de Lima, e gostaria muito que a minha filha tivesse mais contato com a nossa cultura brasieira. Espero em breve poder unir ao grupo.

  • Reply
    Alceu
    08/03/2015 at 19:08

    Muito legal. Parabéns!

  • Reply
    carla tolosa
    07/03/2015 at 10:12

    Que projeto legal! Parabéns pra Kyara, e sorte pra que ela consiga os apoios que necessita pra levar o projeto adiante!

  • Reply
    Fabiana
    07/03/2015 at 09:00

    Adorei o post. Muito útil para mim! Obrigada queridas!

  • Reply
    Thelma Conte
    07/03/2015 at 08:49

    Que idéia genial!!! Fico feliz de ver minha filha nessa alegria com vcs d minha neta Julia!! Parabéns!

  • Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!