/>
4 Em Cultura/ Cusco/ Peru

10 coisas que você precisa saber antes de ir a Machu Picchu

Vista geral Machu Picchu
Vista geral Machu Picchu

Machu Picchu TEM que estar na lista de desejo de todo viajante! rs

Você planejou suas férias, pesquisou o destino, fez toda programação da viagem a Cusco e, finalmente, chegou o dia! Passado o soroche inicial, você já se habituou a altitude e madrugou para pegar o trem rumo a Aguas Calientes, onde realizará o sonho de conhecer o Santuário de Machu Picchu. Para que tudo corra, como vovó diz, ‘nos conformes’, existem algumas dicas simples e importantes que podem te ajudar.
Sim! Uma lista maravilhosa com todos os detalhes necessários para você chegar preparado a cidade sagrada de Machu Picchu.

Algumas coisas vocês já devem saber, outras nem imaginar, muito é senso comum… Não custa lembrar que, independente de Machu Picchu ser toda uma ‘cidade’, ele é um museu (a céu aberto mas, um museu) e, como tal, necessita regras que, podem parecer estranhas mas, na realidade, servem para proteger e cuidar esse patrimônio histórico da humanidade.
No mais, segue a lista das 10 coisas que você precisa saber antes de ir a Machu Picchu!

1. Vista-se em camadas
Principalmente se você fizer um bate-volta desde Cusco. Machu Picchu fica mais abaixo – 2438msnm – em relação aos 3400msnm de Cusco, o que normalmente implica em menos frio. Além da temperatura mais alta, você vai caminhar durante todo o tempo e, naturalmente, sentirá mais calor. Portanto, vista-se em várias camadas, para poder tirar e vestir as blusas de forma que não passe calor durante sua visita mas possa sentir-se abrigado ao voltar para Cusco, no fim do dia.

2. Leve água em garrafinhas reutilizáveis
Dentro do santuário não existe bebedouro, fontes ou, muito menos, quem venda água. O mais recomendado é levá-la de fora do parque porque, lá dentro, não terá como consegui-la e, é bem provável, que você sinta sede durante o passeio.
Infelizmente sabemos que muita gente ainda não se mostra consciente com o meio ambiente e, no intuito de evitar que deixem garrafinhas descartáveis espalhadas pelo parque, a administração tem orientado que as pessoas levem a água em garrafas reutilizáveis. Até hoje, não escutei nenhuma história de alguém que tenha sido barrado de entrar com água em garrafas descartáveis mas, por via das dúvidas, a dica está dada.

Folder oficial do Ministério de Cultura do Peru: Regras de Machu Picchu

3. Não é permitido comer dentro do santuário
Em parte, pelo mesmo motivo ambiental já citado acima, em parte pela limpeza e controle sanitário do local em si, em parte porque ali dentro existem animais silvestres que podem adoecer se comerem qualquer resto de alimento que possa cair no chão.
Sei que essa regra é complicada pois, logicamente, as pessoas passam muito tempo ali dentro, se cansam com a caminhada e é natural sentirem fome. Porém, nenhum grande museu do mundo permite que se coma em meio à exposição e, esse, não deixa de ser diferente.
Organize-se para comer em Aguas Calientes ou antes de entrar / quando sair do santuário. Eles não proíbem a entrada com alimentos, só não permitem comer lá dentro. Então você pode levar seu lanche na bolsa e comer na saída, enquanto espera o ônibus de volta para Aguas Calientes, por exemplo. Vale mencionar que, na entrada do santuário, existe um café e um restaurante onde você pode comprar pequenos snacks ou fazer uma refeição completa.

4. Vá ao banheiro antes de entrar no parque
Dentro da cidade Sagrada não há nenhum sanitário, os banheiros estão localizados do lado de fora, antes da entrada do museu. Portanto, é recomendável que se vá ao banheiro antes de entrar ou, esteja certo, poderá ir somente ao final.

Somente a visita guiada pode te explicar essa foto…

5. Machu Picchu é pra qualquer idade
Muita gente nos pergunta se pode ir com o filho pequeno, ou os avós de mais idade e, logicamente, considerando as devidas restrições médicas particulares, pode sim. É uma caminhada considerável, com subidas e descidas irregulares, mas não existe nenhum perigo iminente ou acesso desafiador dentro da visita básica a cidade Inca. Os guias são super flexíveis e, se você não quiser / puder caminhar tanto e preferir uma visita mais curta, ele atenderá sua necessidade.
Lembrando sempre que digo: “ – Podem ir” considerando que a estrutura do local permite que crianças e idosos façam a visita assim como qualquer pessoa. Pessoas em situações delicadas de saúde devem falar com seus médicos antes da viagem para que recebam toda orientação / tratamento ou preparação necessários.
Infelizmente, o acesso para cadeirantes é restrito devido a geografia bastante irregular de toda cidade sagrada. O mesmo se aplica aos carrinhos de bebês.

6. Serviços de guarda volumes e atenção médica disponíveis
Na entrada do parque, do lado esquerdo, existe um guarda volumes onde os visitantes podem deixar malas, mochilas grandes (a administração permite que entrem volumes com capacidade até 20 litros) e carrinhos de bebê. O guarda volumes funciona diariamente das 6:00h às 16:30h e o custo é de S/. 3,00.
Ao lado, está o posto de atenção médica e farmácia que, segundo anunciado, funcionam 24h. O serviço é privado e prestado pelas clínicas locais, Pardo y San José.

7. Horário de funcionamento das 6:00h às 17:00h
O santuário abre, diariamente às 6:00h e a entrada é permitida até às 16:00h. A saída do parque deve ocorrer até as 17:00h. Ao contrário de outros museus, não existem dias em que o santuário feche mais tarde.
Os hóspedes do Hotel Belmond – único localizado dentro da área de proteção do Santuário de Machu Picchu – tem acesso facilitado à cidade sagrada, podendo entrar antes e sair depois dos horários estabelecidos ao grande público.

8. As montanhas de Huaynapicchu e Machupicchu necessitam entradas à parte
Dentro da cidade sagrada existem duas montanhas onde é possível fazer a trilha independentemente em cada uma delas.
Huaynapicchu é a montanha que está no centro, ao fundo, no angulo famoso da foto tirada já dentro do santuário. Machupicchu é também o nome da montanha que está atrás do fotógrafo que bate essa foto que todo mundo tem.
Os ingressos a essas trilhas são vendidos à parte, pelo mesmo órgão que vende as entradas ao santuário. Quem quiser se aventurar tem que comprar o ingresso: Machu Picchu + Huaynapicchu OU Machu Picchu + Montaña, no site ou nos pontos de venda.
Existe um controle restrito nestas trilhas e é indicado que, quem quiser percorrê-las, já tenha alguma experiência com o esporte. As trilhas são íngremes, com pontos bastante arriscados (principalmente Huaynapicchu) e é importante que, quem se propõe a fazê-las, tenha um preparo físico considerável. Ao contrário da visita a cidade sagrada, as trilhas das montanhas são contra indicadas a amadores.

9. Conheça Machu Picchu com um guia
A visita guiada não é obrigatória em Machu Picchu, você pode somente comprar seu ingresso e explorar sozinho a cidade sagrada. Porém, acreditamos que a experiência será melhor aproveitada com uma visita guiada.
Se você não tiver um guia que chegue com você, desde Cusco ou Aguas Calientes, é possível conseguir um guia oficial na entrada do santuário. Você pode juntar-se a um grupo maior (até 15 pessoas) ali mesmo ou pagar um guia para fazer a visita de forma particular.
O guia é importante para que seja possível compreender e conhecer tudo o que se vê durante o recorrido. Sem ele, muitos pontos importantes ficarão sem sentido algum. A visita guiada dura, em média, 2h30min e o preço dependerá do número de participantes do seu grupo. Quando fui com marido, pagamos um guia particular por S/. 150,00, recentemente, uma amiga que viajou sozinha pagou S/. 120,00, os preços variam por aí e, em grupo, obviamente, sairá mais barato.

Passaporte carimbado!

10. Leve seu passaporte para ter o carimbo de Machu Picchu
Se você é como eu que adora um carimbo diferente no passaporte, vai amar essa dica. Perto da entrada, na administração, fica disponível o carimbo de Machu Picchu para cada um carimbar seu próprio passaporte. Ninguém irá te oferecer esse serviço ou fazê-lo por você. Cada visitante tem de fazê-lo por conta própria. Portanto, lembre-se de, antes de sair, perguntar aonde está o carimbo e ir até lá fazer mais esse registro lindo da sua viagem. 😉

Talvez você também goste

4 Comentário

  • Reply
    Marina
    19/04/2017 at 12:57

    Boa tarde! Muito obrigada pelas dicas! Adoro o blog de vocês! Há um post recente no site mochileiros dizendo o seguinte: “Foi aprovado recententemente o novo “Regulamento de Visita e Conservação de Machu Picchu” pelo Ministério do Turismo do Peru e uma mudança muito importante para nós viajantes é que a partir de agora passa a ser obrigatória a entrada com guia dentro do parque arqueológico. Além disso o guia deverá acompanhar o grupo durante todo o trajeto. Ou seja, não é mais permitido andar nas ruínas desacompanhado.” Vocês sabem dizer se procede? Muito obrigada!

    Link para o post: http://www.mochileiros.com/visita-com-guia-a-machu-picchu-passa-a-ser-obrigatoria-t142151.html

    • Reply
      Bia Kuntz
      12/05/2017 at 13:13

      Oi Marina,
      Sim, é verdade que esse regulamento foi aprovado, porém, o que ainda não consegui confirmar é se isso realmente está sendo aplicado.
      Tentei me informar em vários órgãos do governo aqui mas não consegui resposta em nenhum. Tenho um casal de amigos que foi pra lá agora no fim de março e disseram que não existe nenhum aviso, nem nada que indique essa obrigatoriedade ali no local.
      E, teoricamente, essa regulamentação está vigente desde fevereiro.
      Vou continuar buscando mais informações e, quando tiver detalhes, posto aqui.
      Abraço, Bia

      • Reply
        Marina
        12/05/2017 at 13:27

        Muito obrigada pela atenção, Bia! Vocês são demais! Irei a Machu Picchu dia 25/05, aí volto aqui pra contar! 😉
        Os horários de entrada serão alterados a partir do dia 01/07, já tem aviso no site de compra de ingresso. Pode ser que essa alteração seja na mesma data…
        Abraço,
        Marina

        • Reply
          Bia Kuntz
          15/05/2017 at 11:32

          Isso Marina, se souber de algo durante a sua visita, avisa a gente, por favor!!
          Boa viagem pra você!
          Abraço, Bia.

    Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!