/>
19 Em Crianças/ Curaçao/ Outros Destinos

Curaçao com crianças. Vale mesmo a pena?

curaçao

A gente tentando fazer foto de cartão postal. 🙂

Curaçao com crianças… Ficava pensando se isto ia funcionar mesmo. A ilha caribenha não era nossa primeira opção. Na verdade, nossa programação era ir para Nosara, na Costa Rica, uma praia (semi)deserta para amantes do surf (aka meu marido). Perto da viagem, eu amarelei. Fiquei pensando o que ia fazer em uma praia (semi)deserta e com escassa infraestrutura com duas crianças tão pequenas (lembrando que a Olivia está com 2 anos e meio e a Julia 5 meses). Faltando duas semanas para viagem, eu falei que não ia e a gente tinha que arranjar outro destino que unisse praia e estrutura: Caribe!
Como era nossa primeira vez no Caribe, comecei a ler de tudo para saber qual era a nossa praia. Achei um texto ótimo no Viaje na Viagem como ponto de partida, já que somos um pouco chatos pra isto: não curtimos piscina, não curtimos hotel all inclusive, não curtimos destino muito fake e adoramos lugares que tenham vida e cultura própria. Claro que com 2 crianças tivemos que dar a mão a palmatória em alguns pontos…
St. Barth era nossa primeira opção, mas, sempre nesta época, acontece uma importante regata na ilha e tudo lota. Outro problema é que não poderíamos fazer conexão nos EUA, já que a Julia ainda não tinha visto americano. Isto já nos fez descartar Barbados, Bahamas, Martinica, St. Lucia, ilhas que gostaríamos de ir. Cancun eu tenho preconceito (sorry!). No fim, valor de passagem e tempo de voos também contaram para optar por Aruba ou Curaçao. Sei que poderíamos fazer as duas, mas não queria ficar rodando com as meninas. Curaçao venceu pela cidade, pela cultura, pelo idioma. Queríamos ver no que tinha dado esta mistura de holandês com africano em área latina.

Decisão acertada?

curaçao

A vista chegando do avião. Esta cor do mar realmente é impressionante.

Viagem em família é sempre muito bom e Curaçao é realmente uma ilha linda, mas algumas coisas nós só aprendemos, quando já estávamos lá:

1) A Ilha tem um clima bastante semiárido, o que nos pegou de surpresa (confesso!). As praias são lindas, mas a vegetação aparente, enquanto circulamos de carro, é bem seca e feia.

2) Abril tem muito, muito, muito vento na ilha. Isto deu aquele primeiro ar de decepção na gente, quando não vimos a água parada e totalmente transparente. Aquele espelho, sabe? O bom foi descobrir que as praias mais lindas são protegidas naturalmente formando baías e o vento não entra com tanta força.

O mar mexido na frente do hotel.

O mar mexido na frente do hotel.

3) Abril é a época do ano em que se tem maior número de águas vivas na água. Não são aquelas grandes e tal, mas eu sentia umas picadinhas que realmente me incomodaram e estragou um pouco meu mergulho. A maior concentração das águas vivas, infelizmente, é em uma das melhores praias da ilha : Porto Mari.

A praia PortoMari é uma das mais gostosas da ilha. Linda e com uma infra ótima pra quem tem criança.

A praia PortoMari é uma das mais gostosas da ilha. Linda e com uma infra ótima pra quem tem criança, mas com mini águas-vivas em abril.

4) Eu já sabia que o esquema de Curaçao era escolher um hotel e daí todos os dias pegar o carro para as praias. Isto me pareceu mais simples na teoria. Com duas crianças pequenas, um sol de rachar e horários de dormidas e comidas (e mamadas!) pré-estabelecidos, isto não é tão simples e lindo.

As meninas fazendo a "siesta" no carro a caminho da praia.

As meninas fazendo a “siesta” no carro a caminho da praia.

5) Na Semana Santa, tudo fecha em Curaçao e eles também comemoram Segunda-feira de Páscoa. É sério. Tudo fechado de quinta a segunda.

Conclusão: A viagem foi uma delícia e a ilha é muito boa. Ficamos uma semana e não deu para aproveitar tudo que a ilha oferece. Muita opção de restaurantes, bares, praias, shoppings, passeios, diversão para crianças e adultos. É incrível a estrutura da ilha, mas a gente achou também, em alguns momentos, bem cansativo. Muitas coisas não fizemos simplesmente porque as crianças não aguentaram o ritmo. Optamos, então, por priorizar as praias e deixamos qualquer outro passeio como museu, fábrica de bebidas ou coisas assim para uma outra vez.
Claro que estou falando de 2 crianças bem pequenas, que requerem um cuidado diferente. A ilha é LOTADA de crianças. De todas as idades, nacionalidades, cores. Todas se sentiam no paraíso. Uma ilha cheia de praias lindas, sem perigo, com uma areia perfeita para qualquer brincadeira, pedras e conchas diferentes, uma natureza intocável, uma cidade super colorida, a entrada e saída dos navios, a ponte, o Sea Aquarium. Tudo é muito legal!!!

Talvez você também goste

19 Comentário

  • Reply
    Taciana Dourado
    29/10/2015 at 11:46

    Olá Manu,

    Ótimo relato, me caiu como uma luva, pois tenho uma bebê q vai fazer 6meses e estava na dúvida quanto à levá-la para Curacao. Gostaria de te fazer umas perguntinhas , pois é a primeira viagem de uma mãe de primeira viagem,ok?
    1 – você levou fralda descartável Para a viagem toda ou comprou fácil por lá? 2- sua filha usou protetor solar? Como foi a questão dos horários x sol? A minha bebê é muito branquinha 3- como vc fez com as roupinhas dela? Lavou por lá ou levou suficiente p toda a viagem?

    Já conheço Curacao, mas fui sem bebê, então as preocupações foram outras. A minha maior dúvida é sobre o q levar, para não carregar coisas demais nem de menos.

    Beijos

    • Reply
      Manu Tessinari
      19/11/2015 at 00:37

      Oi Taciana, tudo bem?

      Desculpa a demora, estou com uma bebe recém-nascida…
      Vamos a sua resposta:

      1) Só viajo com o básico para os primeiros dois/tres dias, tudo que preciso para as crianças compro no local. Os supermercados lá tem tudo.
      2) Usou muito protetor solar sim. Aí tive que levar de casa por causa das marcas. Uso para bebe só o protetor da Mustela ou da La Roche Posay. O sol é fogo! Normalmente de manhã eu ficava no hotel porque minha maior adora piscina. Aí saía a tarde porque sempre prefiro pegar o sol quente esfriando (tipo de 14 as 18h) do que pegar o sol frio esquentando ( tipo de 10 as 12h). Acho que o tempo de praia é maior e a gente consegue curtir mais a praia. Só saia depois do por do sol.
      3) Sou super pratica e nunca levo muita coisa. Praia normalmente é a roupa UV. Esta lavo sempre que chego no hotel. Roupa mesmo usa uma ou duas por dia. Lavo alguma que tenha sujado mais ou, caso não esteja efetivamente suja, repito mesmo sem lavar (nao me julgue!). Roupa de bebe é pequena também. Dá pra levar mais que para um filho maiorzinho, mas eu sempre viajo com uma mala média para minhas duas filhas juntas.

      Divirta-se!

      beijos
      Manu

  • Reply
    Carolina
    09/03/2015 at 11:37

    Olá,
    em junho irei para Curaçao com minha filha de 5 meses; gostaria de algumas dicas sobre o que devo levar para ela, já que será nossa primeira viagem com a baby. É necessário levar bebê conforto ? E carrinho? Chegando lá é fácil acharmos barraca pra comprar ou também devemos levar? Vocês conseguiram fazer o passeio para a ilha? Se sim, como foi?
    Bjs e obrigada! 🙂

    • Reply
      Manu Tessinari
      09/03/2015 at 12:13

      Oi Carolina,

      Que pergunta difícil porque depende de como você vive com ela… Se você só dá peito, não precisa de nada. Se já da papinha, tem lá. Se já da mamadeira, leve as mamadeiras (levo 2 normalmente) e o leite (que de pelo menos para o tempo de vc se familiarizar com a ilha). No mais, eu levei maios, camiseta UV, bone, roupas leves e agasalho, protetor solar da idade, protetor de mosquito johnson (nem usei), toalha (não uso toalha de hotel em bebe), banheira portátil (tenho uma inflável), brinquedinhos que ela gosta, canguro (usamos muito). No mais, comprei la frutas, papinhas, sabão, leite, fralda, lenços úmidos e tudo mais que eu precisasse para as meninas. A minha estava com a mesma idade, mas, como só dava peito, não precisei de muita coisa. Meti ela na piscina e no mar. Ah! levei uma piscininha inflável tb! rs Ela adorava…

      bom, espero que tenha ajudado…

      abraços e boa viagem

  • Reply
    Erika
    14/12/2014 at 19:47

    Oi, Manu!! Adorei sua matéria ! Estou lendo a dias para decidir que praia do Caribe e a melhor opção com crianças, tenho 3 filhas 9 – 7 e 3 anos, queria praias lindas e de mar calmo e azul para mostrar para elas, mas tenho medo de falta de estrutura e as vzes vira um estresse, sabe?! Não sei se Punta Cana, aruba… Leio leio e continuo com receio afinal o valor e alto para não gostar, como já estive em Amsterdã e amei, Curacao me chamou atenção por ser um pouquinho de lá por aqui! Se tiver alguma palpite por favor me fale!! Muito obrigada, Erika!!

    • Reply
      Manu Tessinari
      06/01/2015 at 14:21

      Oi Erika,

      As praias de Curaçao são lindas, mas na parte mais turística você vai ver muito pouco de Holanda… Eu amei o lugar, mas o esquema é carro todos os dias para conhecer as praias. São “viagens” de 20 min a uma hora e nem são todas as praias que tem infra-estrutura. De qualquer forma, para mim com minhas duas, funcionou bem, achei as estruturas que tem satisfatórias e praias realmente lindas, lindas, lindas. Eu saía do hotel tb armada com papinhas, comidas, roupas, fraudas e tudo para um acampamento se necessário. Aí é com vc e seu estilo. Punta Cana é diferente, vc fica basicamente na praia do resort que é sempre linda e vc usa a estrutura do proprio hotel, então é mais relax, mas com menos aventuras e praias desertas.

      Espero que tenha ajudado…

      abraços,
      Manu

      • Reply
        Erika.
        06/01/2015 at 15:16

        Puxa que carinho sua resposta, sim ajudou com certeza…acredito que Curaçao no momento vai ficar mais dificil… fica para um pouco mais para frente com as 3 um pouquinho maiores!! muito obrigada pela resposta, estava super perdida e receosa!
        feliz 2015, com muita paz e viagens!!

  • Reply
    Maitê
    24/06/2014 at 16:58

    Manu,
    Estou pensando em ir para Curaçao agora em Novembro aproveitando a promoção de passagem. Li no viaje na viagem que esta época é de chuvas… vcs acha que vale a pena arriscar?? Vou eu, meu marido e minha filha de 2 anos.

    • Reply
      Manu Tessinari
      26/06/2014 at 10:55

      Oi Maite,

      Eu não saberia te responder. A temperatura mundial está tão louca, a gente nunca sabe como planejar. Aqui em Lima mesmo inverno faz uma média de 8 a 10 graus e este ano está sol e não baixa dos 20 graus. Arriscar ou não é uma opção sua, mas posso te garantir que Curaçao ficaria meio chato com chuva. Apesar disso, a cidade tem vida de qualquer forma, você poderia aproveitar o hotel, os restaurantes e o sea aquarium.

      Abraços,
      Manu

      • Reply
        Maitê
        26/06/2014 at 11:13

        Oi Manu!!

        super obrigada pela resposta. Como vc mesma falou… vou arriscar… espero que pelo menos uns dias de sol, eu pegue.

        super obrigada pela atenção.

        beijinhos

    • Reply
      Pollyanna
      22/09/2014 at 19:53

      Maitê tbM iremos em novembro aproveitei a Promo vamos eu meu marido e dois filhos uma de 2 anos e outro de 8

      • Reply
        Maitê
        23/09/2014 at 05:54

        Que legal Pollyanna!!!!!! Vou dia 6! Já fechou hotel e carro?
        Estou mega em dúvida de carro. Rsssss

  • Reply
    Rita Fukuhara
    03/06/2014 at 21:33

    Manu, irei a Curacao em julho com um bebê de 8 meses. Como você lidou com a questão da alimentação do seu bebê? Estava só no peito? A minha já come papinha, mas nao gostaria de passar uma semana dando papinha johnsons ou equivalente. Alguma dica? E hotel? Valeu à pena? Obrigada, Rita.

    • Reply
      Manu Tessinari
      06/06/2014 at 22:14

      Oi Rita, tudo bem?

      Semana que vem começa a entrar os posts sobre Curaçao, mas vou dar uma resumida aqui pra vc. O hotel é ótimo, mas a comida (como na maioria da ilha) é apimentada e/ou com tempero forte e eles adoram um frango com batata frita, então você terá um pouco de trabalho na hora da comida. Para a maior, nós pedíamos sempre que fizessem algo “especial” como arroz, verduras cozinhas e galinha ou pasta, mas de modo geral é pobre. Fiz compras no supermercado, então tínhamos frutas, yoghurt, cereal, suco no quarto e para os passeios. Eu comprei também papinhas destas industrializadas que você quer evitar. Eu sou super adepta!!! Na verdade, não é que eu goste de qq uma, mas sempre procuro (europa, eua e lá tb tinha) marcas que tem tudo natural ou marcas orgânicas. Tem muita coisa boa. Lá na ilha tinha uma marca holandesa chamada Olvalit que tinha uma enorme variação de pratos, separados por idades e tudo orgânico. Tem um mercado perto dos hotéis que é mais popular, tem produtos da ilha, produtos holandeses, venezuelanos, etc, mas descobri em Jan Thiel Beach (a região mais holandesa da ilha) um supermercado dos sonhos: Albert Heijn. É difícil entender os nomes dos produtos, mas é um supermercado holandês que vende tudo que você quer, da melhor qualidade, já pronto. Queijos holandeses, diversos tipos de pães, frutas e verduras já prontas para comer, sanduíches prontos, comida pronta, tudo. (www.ah.nl) Se vc se animar, vai até lá.
      Dica mais urgente: se vai alugar carro, leve sua própria cadeirinha. Foi uma novela conseguirmos cadeirinha para as meninas e, ainda assim, consegui a grande, não para idade da Julia (tipo bebe conforto).

      abraços,
      Manu

      • Reply
        Rita
        08/06/2014 at 21:37

        Manu, obrigada pelas dicas!! Vou aderir às papinhas então! Só gostaria de saber qual foi o hotel que você ficou? Era estilo quitinete?? Gostamos de viajar bastante, mas sempre procuramos alugar apartamento em vez de ficar em hotel. Mas parece que em Curacao a melhor opção é hotel mesmo, considerando a viagem com bebê! Vou ter que resolver esta semana pois já está em cima do laço!

        • Reply
          Manu Tessinari
          09/06/2014 at 11:45

          Fiquei no Marriott. Gostei mas não é muito prático pra criança não. A acessibilidade para estacionamento é ruim, no quarto eu esquentava as papinhas na água da máquina de café e o berço era tão baixo, que eu desisti e coloquei a bebe na cama. O hotel é ótimo, bem estruturado, bem localizado, tem uma piscina ótima, uma praia deliciosa, club infantil e muitas atividades, mas não vai esperando uma estrutura ótima no quarto (apesar de 80% dos casais estarem com crianças)… Verdade também seja dita: você pode pedir as coisas para a cozinha que eles fazem, mas vc fica dependente. Bom, resumão, vou fazer um post contando mais detalhes depois. 😉

      • Reply
        Rita Fukuhara
        23/09/2014 at 21:02

        Oi Manu, tudo bem? Depois da viagem, resolvi escrever um pequeno feedback, para, talvez, somar informações no seu blog. Antes de mais nada, amei Curacao. Fui com um bebê de 8 meses e uma criança de 8 anos. Mas optamos por alugar um apartamento em Westpunt, a 30 min de carro de Wiilemstad, no Marazul Dive Resort. Olhem no trip advisor, se tiverem curiosidade, Ficamos no apartamento 7A. As unidades sao alugadas pelos proprios donos. tem vista para o mar, com acesso à agua, mas nao tem praia de areia. Tem que pegar o carro, se quiser ir a praia. O local é lindo, a região de Westpunt é mais bucólica, com aquela paisagem cheia de cactos gigantescos. O apartamento é totalmente equipado, mas você tem que se planejar e fazer mercado na cidade antes de ir para o lugar. A maioria das pessoas nao curte, pois dá trabalho, mas, pra mim, ter o espaço e a privacidade nao tem preço! No apartamento tem Free wifi (!!!!!), que na maioria dos resorts é paga, se voce quiser acessar do quarto. O carro foi alugado com uma empresa local chamada D&D carrental, totalmente sem burocracia. O carro veio com cadeirinha de bebê. Visitamos, de carro, inúmeras praias, mas acabamos indo mais de uma vez para Porto Marie em função da infraestrutura e limpeza. Além das praias, recomendo ir a Shete Boka e fazer a trilha do Mount Christophel, que proporciona uma vista belíssima da ilha. São aproximadamente 400 metros de desnível numa caminhada de 3 horas ida e volta. Fizemos a trilha com a nossa bebê pois temos o transbaby. Apesar de termos ficado longe da cidade, o transito era super tranquilo e bem gostoso de dirigir. Fomos também, num fim de tarde no Flamingopunt para observar os flamingos. Ter GPS no carro é uma mão na roda, especialmente se você quer sair das rotas das praias e procurar determinado lugar. Visitamos o blue bay Resort, que é considerado pelos locais um dos melhores resorts da ilha. Mas achei a praia tão pequena e lotada que acho que nao compensaria o gasto da hospedagem para ficar numa praia particular muuuuiiiitttooo cheia.
        Meu filho de 8 anos curtiu muito, especialmente a trilha e fazer snorkeling na praia…

        Abraços, Rita.

        • Reply
          Manu Tessinari
          25/09/2014 at 21:25

          Oi Rita,

          To devendo os posts de Curaçao, mas seu relato foi uma delicia!!! Muito obrigada por compartilhar sua experiência enriquecendo nosso blog e ajudando outras pessoas.

          Abraços e volte sempre para comentar o que quiser!
          Manu

  • Reply
    Lu Malheiros
    13/05/2014 at 19:51

    Muito bom, Manu!!
    As meninas estão lindas 🙂
    Bjs

  • Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!