/>
9 Em Gastronomia/ Lima/ Peru

Central Restaurante, um espetáculo gastronômico.

Já falamos dele inúmeras vezes aqui no Cup, mas ainda não havíamos feito um post específico do Central Restaurante. Erro reparado! Não podíamos deixar de escrever sobre o restaurante que no último dia 03 de setembro foi anunciado como Melhor Restaurante da América Latina em 2014, galgando 15 posições no ranking desde o ano passado e desbancando deste posto o renomado Astrid y Gastón.

Central Restaurante. Foto: instagram @centralrest

Central Restaurante.
Foto: instagram @centralrest

Virgilio Martínez é o grande nome por trás do Central e tem como braço direito sua esposa e também chef, Maria Pía León, além de uma grande e eficiente equipe, é claro. A idéia de abrir um restaurante em sua terra natal surgiu depois de Virgílio passar por cozinhas de inúmeros países, inclusive do Brasil. Em 2009 o Central abriu suas portas e, desde então, chama a atenção não só dos comensais limenhos, mas de todo o mundo.

Pão de folha de coca e chips de banana e mandioca.

Pão de folha de coca e chips de tubérculos.

Desde o princípio havia a preocupação com a biodiversidade e a utilização de insumos peruanos, mas foi há dois anos que ele criou o projeto Mater Iniciativa, que tem por objetivo “compartilhar informações preciosas sobre os produtos peruanos com cozinheiros e com o público em geral (…) e busca contribuir com a valorização do trabalho, da cultura e do conhecimento dos produtores.”(*) Como sempre, os grandes chefs peruanos fazem questão de fundamentar seu trabalho sobre o reconhecimento e valorização da cadeia de produção (falei sobre isso aqui e aqui).

Polvo grelhado sobre cama de lentilhas.

Polvo grelhado sobre cama de lentilhas.

Tudo isso acontece por meio de viagens que ele e sua equipe fazem por todo país, atrás dos mais diferentes ingredientes e suas histórias. É óbvio que todos esses achados vão parar num mesmo lugar, a cozinha do restaurante Central, onde Virgílio e seus chefs as desdobram nas mais inusitadas e saborosas criações culinárias que se possa imaginar.

Assado de Tira servido com purê de pallares.

Assado de Tira servido com purê de pallares.

O restaurante é incrível, o espaço é clean e elegante, a cozinha de vidro pode ser observada por todos e os pratos são um primor de detalhes. Em cada prato, a riqueza visual e de sabores é imensa e nós não precisamos ser experts em gastronomia para descobrir os diferentes sabores pois o serviço é impecável e os garçons oferecem todas as explicações necessárias a cada pedido que fazemos.

Docinhos de cortesia ao final da refeição.

Docinhos de cortesia ao final da refeição.

Por mais que eu adore esse lugar é lógico que eu nunca comi todos os pratos, né?! Mas sou obrigada a indicar, sem pestanejar, o Ceviche Caliente. Normalmente eu não faço isso, mas esse prato vocês tem de provar! No mais, tenho certeza que, independente da sua escolha, você sairá extasiado com a experiência surpreendente que é um refeição no Central.

O magnânimo, Ceviche Caliente.

O magnânimo, Ceviche Caliente.

Não posso deixar de mencionar o único porém: Conseguir uma reserva lá nunca foi algo fácil mas, desde que foi anunciado o primeiro posto deles, está praticamente impossível! Pra vocês terem uma idéia, essa semana liguei pra reservar pra uns amigos que irei receber dia 15 de novembro, e o sábado disponível mais próximo é o do 13 de dezembro!!! Então a dica que eu dou, caso você queira conhecer o Central durante a sua visita à cidade, reserve o restaurante assim que comprar as passagens! Dou minha palavra que você não irá se arrepender. 🙂

Central Restaurante
Calle Santa Isabel, 376 – Miraflores
reservas: 242-8515 / 242-8575 ou reservas@centralrestaurante.com.pe
almoço de segunda à sexta
jantar de segunda a sábado

(*) Fonte: www.materiniciativa.com/que-es-mater/

Talvez você também goste

9 Comentário

  • Reply
    Fernanda
    07/06/2016 at 09:13

    Bia td bem? Estou indo a Lima no final do ano e o Central está no meu roteiro de restaurantes. Após ler bastante sobre ele ainda continuo na duvida: vale mais a pena fazer o degustação ou ir na opção a la carte mesmo?
    Obrigada Bjs
    Ps- Obrigada pelas dicas de Lima. Me ajudaram muito. rsrs!

    • Reply
      Manu Tessinari
      15/06/2016 at 14:31

      Oi Fernanda,

      Ficamos muito feliz que o Cup tenha te ajudado no seu roteiro em Lima. Quanto ao Central, é um super restaurante! Eu fiz o menu degustação e adorei, mas é uma experiência gastronômica mesmo. Vc conheço os pratos, eles explicam o que é, como fazem e a história de cada prato. Ja a la carte, vc pede já o que mais gosta e tem um prato delicioso para degustar. A noite só tem o menu degustação, durante o almoço pode escolher entre os dois. Um ponto também que deve levar em consideração para decisão é o custo. O menu degustação é pouco mais de $100 por pessoa sem bebidas, já a la carte um casal come menos que este valor.

      Decisão com vc! Depois conta pra gente!

      abraços,
      Manu

  • Reply
    Diego Muñoz, o chef do Astrid y Gaston. - Cup of Things
    11/06/2015 at 12:42

    […] ambos em São Paulo, e o Peru foi o país latino-americano com maior representação na lista. O Central chegou a quarta posição, o Astrid y Gastón ficou com a 14a. e o Maido estreou com a 44a. […]

  • Reply
    Onde comer em Lima | Viajando com Palavras
    07/05/2015 at 12:13

    […] salgado, quem já foi garante que vale a pena viver essa experiência gastronômica única. No blog Cup of Things há um post sobre o […]

  • Reply
    Nathanna Fábia Cavalcanti
    20/02/2015 at 10:49

    Olá,

    Eu fiz uma reserva de menu degustação para dois depois que vi esse post sobre o Central, mas gostaria de saber em quanto que devo me preparar para essa extravagância…rsrs.

    Desculpe a pergunta indiscreta, mas quanto que você pagou pelo menu degustação?

    Desde já, obrigada!

    Obs: Estou adorando seu blog, parabéns! Minha viagem ao Peru com certeza terão muitas contribuições suas.

    • Reply
      Bia Kuntz
      23/02/2015 at 16:23

      Oi Nathanna!
      Fico feliz que você esteja gostando do blog!
      Olha, eu fiz o menu degustação do Central já faz uns dois anos, então não lembro mesmo o valor qua paguei.
      As fotos do post são de um jantar normal que fomos com amigos, sem menu degustação, onde pedimos os pratos a la carte.
      Mas, pra te ajudar liguei lá perguntar. O preço está 388 soles por pessoa, com 17 pratos e cerca de 2h.
      Espero que vocês tenham uma experiência deliciosa na viagem por aqui.
      Um abraço,
      Bia.

    • Reply
      Thiago Guimarães
      19/06/2015 at 12:26

      Olá Bia,

      Parabéns pelo blog. É orientador, sem ser repetitivo.

      Sei que cada qual tem suas memórias, mas, quando a grana determina a escolha, entre Astrid y Gastón, e Central, por quem optaria?

      • Reply
        Bia Kuntz
        24/06/2015 at 20:56

        Hummmmm, que sinuca de bico você me deixa, Thiago!
        Mas vamos lá… Pra ir num jantar ‘normal’ – à la carte – sem dúvidas o Central.
        O La Barra – a opção de restaurante à la carte do Astrid y Gastón – tem um ambiente bem informal e nem compete com o Central.
        Agora, se você quer provar o menu degustação, os dois são espetaculares, e o do Central é financeiramente mais em conta do que do Astrid y Gastón Casa Moreyra.
        O menu degustação do Central eu fiz há uns dois anos, e o do AyG Casa Moreyra a pouco mais de 2 meses, então não sei se dá pra comparar, sabe?! O Central tendo sido eleito o 4o melhor do mundo há poucas semanas, acho que a competição fica bem acirrada.
        Qualquer um dos dois, faça a sua reserva o mais rápido possível pq está dificílimo conseguir mesa em qualquer um deles.
        Espero poder ter te ajudado!
        Um abraço, Bia.

  • Reply
    Dia dos Namorados em Lima - Cup of Things
    10/02/2015 at 12:18

    […] espera (para quem não tem reserva) gigantesca, seja a sua escolha alta gastronomia – tipo o Central – ou comida do dia a dia – como o […]

  • Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!