/>
12 Em Cultura/ Lima/ Passeios/ Peru

Barranco: muito mais que um bairro boêmio

Que o Barranco é o bairro mais boêmio de Lima, todos já sabem. O que muita gente não sabe é que o barranco é muito mais que isto.

O Barranco começou como uma balneário para a elite limeña e os extrangeiros que iam até lá para descansar e se banhar na sua praia, isto porque era (e é até hoje) onde se tem areia. Todas as outras praias da cidade são de pedra. Costuma ser desta época os grandes casarões em estilo europeu tão comuns nas ruas do bairro.

Com uma história famosa pelo sua animação carnavalesca, não era de se estranhar que o bairro se tornasse o mais boêmio da cidade. No Barranco, a diversão acontece todos os dias nos seus restaurantes, bares com música ao vivo e discotecas.

O que pouca gente faz é visitar o Barranco de dia também. E vale a pena. Para conhecer sua história e sentir um pouco o clima se balneário, pegue um taxi até a praça da prefeitura. Comece a explorar. Ali você encontrará a Igreja Santíssima Cruz, a biblioteca municipal (onde tem um quiosque de informação turística para mapas e afins), a Ponte dos Suspiros, a decida para banho, a antiga Ermita, o mirante. Dali, caminhe pelo bairro.

Iglesia Santisima Cruz, Barranco, Lima

A Iglesia Santisima Cruz foi arquitetada por José Tiravanti, um engenheiro italiano, em 1850, para a Ordem dos Franciscanos, daí o nome da praça, Plaza de San Francisco.

Biblioteca Municipal, Barranco, Lima

Na Biblioteca Municipal, você encontra um Centro de Informações ao Turista, onde poderá pegar mapas da região.

Puente de los Suspiros, Lima, Barranco

Diz a lenda que, antes de passar pela primeira vez na Puente de los Suspiros, você tem que fazer um pedido. Aí então cruzá-la sem respirar para que o deseja seja realizado…

La Ermita, Barranco, Lima

Antiga capela de pescadores, diz a lenda que em uma noite escura e nublada, um grupo de pescadores ficou horas perdidos no mar, conseguindo se salvar devido a uma luz forte que os direcionou. Quando chegaram ao local, descobriram que era uma cruz. O lugar se tornou lugar de peregrinação e, posteriormente, da igreja.

Sem saber se foi exatamente esta alma boêmia, os charmosos casarões ou a sensação que ainda estamos em um balneário, nos últimos tempos o Barranco se tornou também o centro cultural da cidade. Tudo que é novo, alternativo, criativo tem sede por lá. Galerias de artes e lojas de design se multiplicam pelo bairro, dando ainda mais beleza aos casarões ( e nos dando a possibilidade de visitá-los!).

Centro Cultural Juan Parra del Riego, Barranco, Lima

O Centro Cultural Juan Parra del Riego, além de exposições, é onde está a loja de arte e decoração Baul en un Cuatro.

Onde fica a galeria mais badalada da cidade? É lá mesmo, no Barranco. A Galeria Luzia de La Ponte é a queridinha entre a turma hype da cidade. Onde fica a loja que está dando o que falar nas revistas espalhadas pelo mundo? Também é lá. A Dédalo foi citada em TODAS as matérias sobre Lima no último ano. Mario Testino criou sua própria fundação? Não poderia ser em outro lugar. Em uma linda casa secular, o fotógrafo fez sua “morada”, onde fala de sua história com exposições, loja e café.

Galeria Luzia de la Puente, Barranco, Lima

Galeria Luzia de la Puente. foto: Arion’s Archaic Art

E é claro que, com toda a efervescência, chegaram também cafés, docerias e comércio já  tão conhecido em Miraflores ou San Isidro, como o Sofá Café, que já falei aqui, ou então a doceria Charlotte, que deixa qualquer um louco.

As artes, a noitada ou a história, não importa os motivos. Pelo menos um dia para explorar toda a beleza e a arte do Barranco é obrigatório em qualquer roteiro pela cidade. Você vai se encantar e terá certeza que foi fisgado pela “magia barranquina”, como dizem por aqui.

obs.: Para verem mais fotos de Barranco, entre na nossa página no Flickr.

Talvez você também goste

12 Comentário

  • Reply
    Giseli
    15/07/2015 at 18:24

    Manu, obrigada pelas dicas!
    Acabamos de voltar do passeio à Barranco e suas informações foram muito úteis! Gostamos muito do Mate e a Dédalo é realmente incrível, não sei como vou fazer para colocar as coisas na mala!
    Aproveito para comentar sobre o restaurante Rustica, que achei sensacional por ter um buffet só de pratos peruanos, todos deliciosos! Não conseguiria ter provado tantos pratos de outra forma.
    Parabéns pelo blog!!

    • Reply
      Manu Tessinari
      17/07/2015 at 15:25

      Que bom, Giseli, que as dicas do blog foram úteis!!! Curta bastante sua estada por aqui!

      abraços,
      Manu

  • Reply
    Lugares românticos em Lima - Cup of Things
    19/06/2015 at 09:00

    […] Barranco Fiquei pensando qual parte do bairro seria a mais romântica, mas a verdade é que todo Barranco é de um charme sem igual. O bairro que à noite é reduto da boemia limenha, durante o dia pode ser um lindo cenário para um casal. As casonas antigas, as ruas estreitas, a infinidade de cafés, galerias e lojas, o ar de balneário e a arquitetura colonial imprimem um clima sensualmente despojado, único do bairro. Contudo, para estar imerso nesse clima, só com um passeio a pé por ali. Leve a câmera pois esse passeio renderá lindas fotos do casal. […]

  • Reply
    Mariana
    09/04/2014 at 19:39

    Olá irei para Lima em agosto e ficarei 5 dias … Gostaria de dicas de bate e volta , existe alguma agência que faz o passeio de um dia em Machu picchu (dormindo uma noite ) ? E muito frio em agosto ? Muito obrigada o seu blog tem me ajudado muito parabéns !!!

    • Reply
      Bia Kuntz
      11/04/2014 at 11:37

      Oi Mariana,
      Agosto costuma ser o mês mais frio por aqui, e em Cusco também. Venha agasalhada.
      Não sei nem se é possível fazer um bate volta Lima – Cusco – Machu Picchu em dois dias por causa dos horários dos trens de Cusco pra Aguas Calientes e dos voos Lima – Cusco, o primeiro voo saindo de Lima é as 6 da manhã o último voo acho que sai de Cusco por volta das 18h. Acho que você até consegue fazer, mas pra isso terá muito pouco tempo em Machu Picchu. Não sei como estará em agosto, mas agora por exemplo, uma parte do caminho percorrido pelo trem até Aguas Calientes está em reconstrução devido aos danos causados pela época de chuvas, e esse trecho é feito de ônibus (pela mesma cia. do trem), o que prolonga a viagem em quase 1h. Se você permite a minha opinião, acho que ficaria muito cansativo (e não sei nem se viável) todo esse passeio em dois dias.
      Como Cusco é bastante alto, o ideal também é ficar por ali pelo menos um dia pra se acostumar com a altitude.
      Bom, vou tentar pesquisar pra você se alguma agencia faz esse passeio em dois dias e se encontrar algo te aviso.
      Não sei se você chegou a ver, mas tem um post da Manu que fala de um bate-volta Lima a Cusco num final de semana. Talvez te ajude também.
      http://cupofthings.com/2013/06/10/cusco-machu-picchu/
      Boa sorte e qualquer coisa nos falamos.
      Bia.

  • Reply
    sandra
    04/02/2013 at 08:35

    Olá Manu,

    Fiquei muito interessada em conhecer Caral, você indica alguma empresa que faça o passeio?

  • Reply
    Margareth Bastos
    08/01/2013 at 20:50

    Sem dúvida, conhecerei Barranco! Pois bem, de tanto procurar informação, encontrei seu blog: impecável, objetivo e o mais “real” de todos que consultei . Senti falta (só porque quero expandir meu roteiro de 7 dias em Lima) de informação sobre passeios tipo bate-volta a partir de Lima. Pensei, por exemplo, em Paracas – Ilhas Balletas. Você pode me ajudar? Já fez esse passeio alguma vez? Sabes de alguma agência? Agradeço qualquer dica.

    • Reply
      Manu Tessinari
      28/01/2013 at 13:26

      Oi Margareth,

      Obrigada pelos elogios e pelo feedback.
      Realmente preciso escrever mais sobre os passeios bate-volta saindo de Lima. Eu não sei se há passeios de um dia para Paracas, eu nunca fiz assim porque acho cansativo (são 4 h de Lima), mas quem é animado dá pra fazer. Eu não conheço agencia de receptivo, vou até procurar para indicar. Quando você vem?
      Quanto a passeios próximos a Lima, em Callao (Punta e Castillo), tem um passeio de barco que sai de Callao para ilhas de Lima, onde vc vê leões marinhos, tem Pachacamac, que é o principal templo inca de Lima e Caral que também são ruínas da era pré-inca e inca. Tudo isto a menos de 2h da cidade.

      Abraços,

      Manu Tessinari

      • Reply
        Margareth Bastos (@lidoefeito)
        30/01/2013 at 17:56

        Êpa, mais uma dica que vou anotar! Chegarei em Lima no dia 31 de março. Até lá, continuarei devorando o Cup of things 😉

        • Reply
          Manu Tessinari
          22/02/2013 at 17:50

          Tenho que me apressar com os posts pra você vir com todas as informações saídas do forno! rs

  • Reply
    Lu Malheiros
    28/10/2012 at 15:25

    Conheci Barranco de dia! Adorei o astral do bairro!
    Bjs

  • Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!