/>
0 Em Diversos

Pra matar a saudade…

Em 2007, a Ale, como é conhecida, começou a escrever um blog: o It Girls. Eu sinceramente não sei quando comecei a ler o blog, nem como cheguei nele, mas virou logo uma leitura diária. Acho o termo “it girl” esnobe e até meio brega, mas o blog era uma delícia. Falava um pouquinho de tudo, dava dicas divertidas e super acertadas de livros, viagens, lojas, produtos. Eram posts curtos, rápidos e leves, do jeito ideal para aquela relaxada necessária no trabalho ou depois de um dia de trabalho estafado.

Um belo dia de agosto o blog estava fora do ar. Havia somente uma carta da Ale informando que, mesmo com o gigante número de visitações e o grande sucesso do blog, ele tinha chegado ao fim. Atitude corajosa e sincera de uma pessoa que podia muito bem explorar a fama de ser blogueira, como tantas estão fazendo. Ela optou sair e me surpreendeu. Me surpreendeu também quando confessou que tinha cansado da forma massificante e banal que o termo “it girl” estava sendo empregado por aí. Havia vida inteligente por trás daquele blog.

Este mês, eu e as demais orfãs que ficaram sem os conteúdos para consulta ganharão um presente: o blog virou livro. “It Girls” traz os melhores posts dos 3 anos que o blog ficou no ar. Pelo que conheço do blog, vem aí muita dica interessante, uma leitura leve e divertida, ideal para as férias, para a praia, para os vôos e para guardar na estante mais próxima e consultar sempre!

Hoje, Ale Garattoni começa a maratona de divulgação (para maiores informações, acesse: www.alegarattoni.com.br). Dia 16, será a noite de autógrafos na Livraria da Vila, nos Jardins.

Ótimo presente de Natal daquelas tias que nunca acertam o presente. Eu ficarei feliz.

Talvez você também goste

Sem Comentários

Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!