7 Em Diversos/ Outros Destinos

O dia que conheci Ric Freire…

A primeira vez que ouvi falar de Ricardo Freire (hoje sem dúvida o mais pop dos jornalistas de viagem do país) foi há mais de 10 anos, quando embarquei pra Lisboa com uma prima, muitas expectativas e um mini-guia/encarte escrito por ele que saiu na revista Viagem e Turismo. Anos se passaram, muitas viagens aconteceram, virei nômade. Por outro lado, o Ric Freire também foi fazendo sua história: 7 livros publicados, colunista do Estadão, colaborador da Viagem e Turismo e dono do blog de viagens mais respeitado e visitado do país. Nestes anos todos, fui crescendo com ele, fui aprendendo com ele e o Viaje na Viagem virou leitura diária. Bom, isto tudo pra dizer que na última sexta-feira, dia 15/10, finalmente conheci o dono da bóia.

Numa conjunção de planetas, uma ConVnVenção (pra quem não sabe, são reuniões de amantes de viagens que acontecem em várias capitais do país, “organizadas” pelo site) foi marcada em Salvador (cidade que amo), numa sexta-feira (dia internacional da farra), justamente na semana que eu acabava de chegar ao Brasil. Chutando a razão pra Marte, comprei minha passagem de Vitória pra Salvador na quinta a noite e embarquei sexta com um mega-frio na barriga, um pouco de timidez e cheia de vontade de saber se o Ric e as ConVnVenções eram mesmo uma Brastemp…

Na sexta a tarde, Salvador me recebeu assim…

 

Salvador. Tem como não se apaixonar??

 

A noite, corri pra ConVnVenção. Se tem uma coisa que baiano faz muito bem é festa e nosso happy hour não seria diferente. Organizados divinamente por Eunice e Adri Lima, elas já arrasaram na escolha do lugar: Pestana Convento do Carmo, hotel de luxo no centro histórico de Salvador, membro do “The Leading Small Hotels of the World”. Luxo total! Na beira da piscina, tomando água de coco, a luz de velas, entre as famosas arcadas histórias do convento, realmente o evento já prometia…

 

Convento do Carmo - jantar entre os arcos.

 

 

Capela do Convento, onde é possível jantar entre azulejos centenários.

 

Lugar ótimo, coquetel impecável, mas pra uma reunião destas ser legal, era fundamental uma galera legal, né? Afinal, um monte de gente que não se conhece, de idades diferentes, profissões diferentes, idéias e histórias diferentes podia ser um desastre total. Mas viajante que é viajante gosta mesmo é da diferença! Papo não faltou pro povo. Em pouco mais de 3hs, rodamos o mundo, visitamos o passado e o futuro e perguntamos mil vezes “como é seu nome mesmo??” rs No final, todos já os melhores amigos de infância.

 

A conversa rolando solta. Dúvidas do assunto mais falado??

 

Trips reunidos é diversão certa!

 

 

Angela e Ric atualizando os assuntos...

 

 

Eu e Adri Lima, uma das organizadoras do evento e, como o mundo é um ovo, amiga da minha amiga Priscilla, que divide comigo este blog.

 

 

Eu e Angela (do Rio), segundo Ric Freire, as presenças internacionais da ConVnVenção Salvador.

 

 

 

Os trips em foto oficial.

 

Na ConVnVenção, além de muito bate-papo, rolou também um sorteio para o Iberostar Praia do Forte. Tentamos de todo jeito ter um ganhador local: sugerimos trapacear, sociedade secreta, segredo eterno, mas não teve jeito. Comandante honesto é uma coisa… rs

 

 

O Comandante honesto tuitando os ganhadores...

 

Pra terminar,  a Adri Lima e a Eunice prepararam lembrancinhas lindas e BEM baianas, pra gente não esquecer do encontro jamais (ai gente, não tirei foto, mas tá no Viagem na Viagem). Junto, havia um texto sobre Viagens e Orixás e um poema sobre Exu, de Mario Cravo para Jorge Amado. Minha parte preferida:

“Sou a gente sem bandeira,

O espeto, meu bastão.

O assento? O vento…

Sou do mundo, nem do campo, nem da cidade, não tenho idade.”

Adri Lima lendo o texto sobre Exu. A galera se emocionou...

E pensando na dúvida do início do post, afinal de contas, como é o Ric Freire?? ( muita gente me perguntou isto depois)

Ele é o que um comandante deve ser. Simpático, gente boa pra caramba, divertido, mega educado e atencioso. Daqueles que a gente parece que conhece há anos. Conhecendo ele, a gente percebe que o site e nós, os trips, somos um reflexo dele. Cada comandante tem a equipe que merece. Acho que estamos todos muito bem servidos…

Eu em um momento totalmente fã!

Finalizando este post, queria dizer para a “minha meia dúzia de 11 leitores” (como diz o Pedro Neschling) que o site  Viaje na Viagem vale muito a pena. É gostoso pra relaxar, pra se encontrar, pra se perder. E falando em perder, se a ConVnVenção passar pela sua cidade, não perca! Vá sozinho, vá tímido, vá de galera, vá com a família. Como um bom destino deve ser, nele todas as tribos se encontram…

obs: Tem muito mais sobre a ConVnVenção Salvador em Toda viagem é dexu, no Viaje na Viagem.

 

Talvez você também goste

7 Comentário

  • Reply
    Rafa
    15/03/2011 at 10:40

    Oi Manu, td bem?
    Vi seu comentario no VnV, legal saber que vc mora em Lima.
    Eu e minha esposa estamos pensando em ir para o Peru, temos 1 semana de disponibilidade, estavamso pensando em 3 ou 4 dias em lima e 3 ou 4 dias em Cusco.
    Vi pelo seu comentario que no nosso caso seria interessante dicar em Miraflores, vc. sabe se tem casas de cambio em Miraflores? É facil trocar reais aí? ou so se troca doláres? Sobre a segurança aí na cidade é tranquilo? da pra caminhar a noite sossegado?
    Por gentileza se pudesse falar um pouco mais de Lima pra gente e cusco tbm. caso vc. tenha alguma dica, lembrando que a idéia é ir pra Machu Pichu, mas sinceramente ja procurei em diversos blogs, e ainda nao consegui entender sobre a sdistancias pra chegar no sitio arqueologico, sabemos que parte de Cusco.
    Desculpe me estender, mas contamos com suas dicas.
    Abraços , Rafa e Marcia

    • Reply
      Manu Tessinari
      16/03/2011 at 00:30

      Rafa, eu te mandei por email. Se não receber, olhe no lixo, pois o seu provedor pode não ter reconhecido meu e-mail.

      Abraços,
      Manu

  • Reply
    Priscilla Martinelli
    22/10/2010 at 17:23

    Tô chocada com o tamanho do mundo!
    saudades de Manu e de Adri.

  • Reply
    Carmem
    20/10/2010 at 00:22

    Pois é, Manu. O Riq é mesmo como você disse: “Simpático, gente boa pra caramba, divertido, mega educado e atencioso. Daqueles que a gente parece que conhece há anos. ”
    Quando eu o conheci, éramos 4 pessoas apenas. Fiquei apreensiva antes do encontro achando que podia não rolar um papo muito facilmente… Que nada! Parecíamos velhos amigos!
    Acredita que nunca participei de uma conVnVenção? Tomara que role alguma à qual eu possa ir. Tô pensando na de NY, mas ainda não decidi.
    Beijo!

  • Reply
    tiagodosreis
    18/10/2010 at 18:29

    Oi, Manu.
    Que inveja (boa…) de você! Participar de uma ConVnVenção é um grande desejo.
    Você é de Vitória? Que tal agitarmos uma ConVnVenção por aqui?
    Gostei muito do seu blog.
    Abs,
    Tiago

    • Reply
      cupofthings
      19/10/2010 at 01:43

      Oi Tiago, que bom que vc gostou! Eu ainda estou começando, mas sempre amei escrever, aí foi só trabalhar a coragem…
      Eu sou capixaba, mas atualmente estou morando em Lima, mesmo assim, dou a maior força pra uma ConVnVenção em Vitória e, dependendo da data, eu consigo ir!
      Sabe que a Angela falou de vc? Disse que eu tinha que te conhecer, que seu blog era ótimo e vc era super simpático. rs
      A gente vai se falando, né?

      Mega prazer ter tido seu coment. Obrigada.

      • Reply
        tiagodosreis
        20/10/2010 at 08:18

        Poxa, legal, Manu!
        Eu li o seu post sobre a mudança para Lima, mas, como o Riq falou que era uma das presenças internacionais de “Vitória”, fiquei na dúvida.
        E que prestígio o meu por ter sido comentado lá em SSA? rs
        Sabe que o “Rotas” também nasceu assim, meio ao acaso.
        Além de me interessar muito por viagem, eu também gosto de escrever (sempre procuro registrar minhas viagens em um relato). E aí, como eu sentia muita falta de um blog sobre dicas de turismo no Espírito Santo, resolvi juntar a fome com a vontade de comer e, de certa forma, exercitar duas paixões: escrever e “viajar” (mesmo que dentro da minha cidade mesmo… rs).
        Nossa, é incrível como o “Rotas” tem me despertado para lugares que eu nem conhecia aqui em Vitória!
        Grande abraço,
        Tiago

    Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!