/>
13 Em Cultura/ Gastronomia/ Lima/ Peru

As 5 bebidas peruanas favoritas!

A gente sempre comenta aqui sobre gastronomia peruana, restaurantes, e as bebidas acabam ficando um pouquinho esquecidas. Mas hoje preparamos uma listinha das principais bebidas peruanas, alcoólicas e não-alcoólicas, que merecem ser provadas durante a sua visita ao Peru.

A principal e mais famosa delas é o Pisco. O Pisco é uma bebida feita através da fermentação do suco da uva, produzido no litoral do Peru é super antigo e gera uma discussão interminável com o Chile sobre sua origem. O Pisco é considerado a bebida símbolo do país, produto de exportação e que tem até um dia no calendário exclusivo pra sua comemoração (quarto domingo do mês de julho). É com essa bebida que grande parte dos drinks, ou como eles dizem aqui tragos, típicos são preparados.

Pisco Sour legítimo

Pisco Sour legítimo

  1. Pisco Sour: Sem sombras de dúvidas, o coquetel número 1 em qualquer lugar por aqui. O Pisco Sour está para o Peru como a Caipirinha está para o Brasil. A receita original leva pisco, limão, jarabe de goma (um xarope usado para adoçar e que também deixa o coquetel mais encorpado), clara de ovo e gelo. Eu sei que esse negócio do ovo pode parecer estranho, mas não fica não. É deliciosamente refrescante, mas amarra um fogo que vou te contar! Forte forte forte! Não deixe de provar, mas não se engane pelo delicioso sabor pois 2 deles já balançam o mais fiel bebedor.

    Chilcano de gengibre. Foto: Reprodução Flickr Natalia Quezada (http://www.flickr.com/photos/nataliaquezada/6185514032/)

    Chilcano de gengibre.
    Foto: Reprodução Flickr Natalia Quezada (CC-BY-NC-ND-2.0)

  2. Chilcano: Pisco, limão, ginger ale e muito gelo. Obviamente que a receita clássica tem diversas variações, como a com gengibre aí de cima. Acho esse coquetel mais de ‘mulherzinha’ por não ser tão forte quanto o pisco sour. Eu acho que até mudar pra cá eu nunca tinha tomado ginger ale, mas virei fã do chilcano! Agora em janeiro foi celebrada a semana do chilcano, mais uma vez o país promovendo e valorizando as próprias criações.

    Macerado de hortelã no Museu do Pisco em Cusco

    Macerado de hortelã no Museu do Pisco em Cusco

  3. Macerado: O macerado é um pisco com sabor. As casas de pisco e alguns bares produzem seus próprios macerados, deixando curtir na bebida determinadas frutas ou ervas. Depois, obviamente, a bebida é coada e servida pura. É maravilhosamente aromático. Eu adorei, mas só consigo tomar no inverno porque puro ele (pelo menos comigo) sobe muito rápido e eu fico morrendo de calor (hahahahahaha, quantos detalhes!)

    Chicha Morada.  Foto: Reprodução Flickr lindsaybayley (http://www.flickr.com/photos/lindsayfotos/3971029040/in/set-72157622492113618)

    Chicha Morada.
    Foto: Reprodução Flickr lindsaybayley (CC-BY-NC-SA-2.0)

  4. Chicha Morada: A chicha morada é o suco de um milho roxo típico do Peru. Nunca gostei de suco de milho em toda minha vida e na verdade tenho um preconceito de se fazer doce com coisa que (na minha cabeça) é salgada. Mas a chicha é um suco de milho gelado e com pouco gosto de milho, misturado com aquele sabor de cravo e canela do vinho quente, sabem!? É gostoso, eu juro! Só que eu não consigo tomar isso com a comida, como eles fazem aqui, porque pro meu paladar é doooooce, que até arrepia. Mas tem que provar! É um sabor bastante único.

    Cusqueña

    Cusqueña

  5. Cusqueña: a melhor cerveja peruana. Eu confesso que não tomo mais cerveja porque todas me empacham. Mas tanto o marido, como nossos amigos todos daqui, gostam bastante dessa cerveja nacional. Super fácil de encontrar em qualquer lugar por aqui. Único porém é que  aqui eles não servem a cerveja mega gelada, e pra nós que temos o costume de tomar cerveja trincando, pode deixar um pouco a desejar, mas nada que um baldinho com gelo não resolva.
Inca Kola - zero e normal!

Inca Kola – zero e normal!

Eu sei que o título do post fala de 5 bebidas. Mas eu não posso deixar de fora a nacionalíssima Inca Kola. Amarela neon e ridiculamente doce, é de longe o refrigerante mais consumido no país. Hoje pertencente ao grupo Coca-Cola, é favoritíssima das famílias peruanas e é tão tradicional que até entrou nas propagandas da PROMPERU, a comissão de promoção do Peru para exportação.

Se é gostosa!? Eu não gosto não. Que fique claro que o gosto não é ruim, mas mais uma vez absurdamente doce pro meu paladar, parece que eu estou tomando chiclete de tuti fruti. MAS… acredito que é uma questão de hábito! Assim como no Maranhão as pessoas amam Guaraná Jesus, e eu lá de Sorocaba toda vida tive Taubaína Vedete (que também é açúcar líquido) em casa, as pessoas daqui tomam a Inca Kola.

Não deixem de provar todas! E se conhecerem alguma outra excelente que não listamos aqui, nos avise pra gente provar também!!

Talvez você também goste

13 Comentário

  • Reply
    angela
    03/05/2014 at 17:19

    adorei seu blog, as dicas estão sendo super úteis no nosso planejamento, by the way, missing Vedete? posso te levar uma latinha, viajando no final do mês, bjs e parabéns pelo blog

    • Reply
      Manu Tessinari
      08/05/2014 at 12:25

      Que bom Angela que curte o blog! Você acredita que tive que dar um google para saber o que você estava falando? ahahahahaha Aí que entendi que a pergunta era pra Bia. Vivendo e aprendendo. Vou perguntar pra ela, ok? 😉

      abraços,
      Manu

  • Reply
    Boteco em Lima: conheça o Canta Rana - Cup of Things
    13/02/2014 at 16:26

    […] uma cerveja trincando de gelada (comentamos um pouco sobre esse problema da bebida quente aqui). O povo vai pra lá principalmente pra comer, e eles têm inúmeros pratos peruanos à escolher. […]

  • Reply
    Luciana Betenson
    11/02/2014 at 11:39

    Muito bom!! 🙂

  • Reply
    Simone
    03/02/2014 at 10:46

    Ahhhh eu adoro Inca Kola! Como aqui não vendem Inca Kola, de vez em quando compro na feira da Bolívia , só que lá uma pet de 2 litros custa mais de R$ 15,00…

    • Reply
      Manu Tessinari
      05/02/2014 at 21:49

      Simone, você é minha ídolo!!!! ahahahahahaha A brasileirada aqui eu não vejo tomando não, acho que é questão de costume também. Bom, por R$ 15 vou começar a exportar!!! 🙂

      abraços,
      Manu

      • Reply
        Simone
        08/02/2014 at 07:28

        Olha só, quando vier ou souber de alguém que venha para cá, me avise que encomendo algumas tantas latinhas, botellitas de inca kola! hahahahaha e também crema de aji, uns potinhos de aji amariilo, aji panca que vende no Metro, chocolate Princesa, Sublime… Uma infinidade de coisas! hahahahaha Gostaria muito de ir esse ano, mas tô esperando uma boa promoção para compras as passagens! Beijos! 😉

        • Reply
          Manu Tessinari
          11/02/2014 at 23:25

          Desse jeito, vai rolar excesso de bagagem!!! Rs

      • Reply
        Simone
        14/02/2014 at 09:45

        Nem me fale em excesso de bagagem! Na última viagem paguei mais de Us$ 150.00! O marido é que não ficou muito feliz! rsrs

        • Reply
          Manu Tessinari
          26/02/2014 at 16:42

          Simone, tente convence-lo que, mesmo com o pagamento de excesso, as compras saíram ainda mais baratas que no Brasil… Vai que funciona… rs

          Manu

  • Reply
    Liana
    01/02/2014 at 09:45

    Faltó Algarrobina!!!

    • Reply
      Simone
      08/02/2014 at 07:30

      Hummmm eu gostei bastante do frapuccino de Algarrobina do Starbucks!

  • Reply
    Vinícius Felipe da Costa
    31/01/2014 at 22:41

    Oh! Você é de Sorocaba! hsahusahusa, fabuloso!

  • Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!