/>
0 Em Gastronomia/ Lima/ Peru

NOS restaurante: o sucesso garantido que não deu certo

NOS restaurante Lima

NOS restaurante

Há duas semanas recebemos a visita de um casal de amigos muito querido e, como sempre, marido e eu fizemos toda uma programação turístico – gastronômica no capricho para mostrar o melhor que Lima pode oferecer (e de quebra, deixar eles com vontade de nos visitarem mais vezes!).
Qual não foi a nossa surpresa ao reservar os restaurantes e descobrir que o NOS, restaurante aberto há pouco mais de um ano, havia fechado. E não para por aí, a surpresa acontece pelo fato dele ser um projeto do renomado chef Virgílio Martinez (dono do Central, o quarto melhor restaurante do mundo) em parceria com o Restogrupo, onde a proposta era uma cozinha casual, acessível e do dia a dia. Aparentemente, não tinha como dar errado.

NOS restaurante

NOS restaurante

Fomos uma vez, marido e eu, logo que abriu e gostamos bastante da comida e do atendimento, contudo, não vimos ali quase nada da proposta inicial. Um menu com resquícios de casualidade, o local ‘noturno’ demais para um restaurante de todo dia e os preços longe de serem acessíveis, pelo contrário, mais próximos da alta gastronomia. Ainda sim a experiência geral havia sido boa, tanto que depois vimos a recomendação no site da revista americana Saveur, especializada em gastronomia, de que o NOS estava entre os 10 restaurantes para ir em 2016.

NOS restaurante

NOS restaurante

Aparentemente, pelas críticas que encontrei na internet – o que inclui o comentário ácido e difícil de digerir do crítico gastronômico espanhol, Ignacio Medina – especialistas e leigos se queixavam principalmente dos preços e do atendimento. Não vi até agora, em nenhuma mídia, noticia oficial sobre o fechamento do restaurante, mas o fato é que fechou. E até onde sei ele, Virgilio, segue a vida normal e mantém grandes projetos como a transferencia do Mater Iniciativa para o Valle Sagrado, descentralizando a alta gastronomia da capital peruana. Audacioso e empreendedor, como de costume.

Fiquei pensativa e por isso resolvi falar disso aqui, tudo é sempre imprevisível, né?! Eu que morro de medo de arriscar em tantas coisas, fico admirada de ver alguém que sabe tão bem o que faz meter os pés pelas mãos e, ao mesmo tempo, isso não o impedir de buscar novos projetos e investir tempo, energia e dinheiro em outros sonhos, novos, longínquos e possíveis. Fiquei mais fã dele depois dessa história. 😉

 

Talvez você também goste

Sem Comentários

Deixe seu comentário, opinião, dúvida, elogio. A gente vai adorar!